Deixa Comigo Macajuba

Ouça agora: Web Rádio DCM, A primeira rádio online de Macajuba, filiada a Rede Somzoomsat

Ouça a matéria em áudio

terça-feira, 16 de julho de 2019

Padre Marcelo Rossi diz que fez 'BO':'Bíblia e oração'

|    

Um dia após ser jogado do altar por uma mulher, o padre Marcelo Rossi disse que Bíblia e oração são "o melhor boletim de ocorrência" para quem for alvo de calúnia, e que a queixa deve ser feita em uma "capela".



O religioso disse que não vai apresentar queixa contra a mulher. Mas o caso está sendo investigado pela Polícia Civil, como lesão corporal, a partir de uma representação da Canção Nova, organizadora do evento em que o ataque ocorreu, na tarde de domingo (14).

“Hoje eu fiz um BO. Padre, que BO? Bíblia e oração. Se alguém fizer calúnia contra você, faça o maior BO: Bíblia e oração. Esse é o melhor boletim de ocorrência. E onde é a delegacia? A capela”.

O vídeo foi postado no Youtube na manhã desta segunda e tem mais de 35 mil visualizações. Na postagem, o religioso ainda afirma que foi um "milagre" não ter se ferido na queda.Ele foi empurrado de uma altura de 1,80 metro e teve apenas escoriações.

A declaração foi depois que o religioso foi empurrado por uma mulher do altar durante uma celebração na Canção Nova, neste domingo (14). A mulher que assistia à missa furou a segurança, invadiu o altar e empurrou o padre.

Após a agressão, ele foi socorrido pela equipe médica do local e voltou a celebrar a missa. Após a celebração, ele disse que não registraria o caso contra a mulher. Apesar disso, ela foi contida pela Polícia Militar e encaminhada à Polícia Civil. O caso foi registrado como lesão corporal, mas representado pela Canção Nova.

De acordo com o boletim de ocorrência, o padre alegou que “não deseja tomar nenhuma medida legal/criminal em face da autora e que não deseja processá-la criminalmente pelas lesões sofridas”.

Segundo a Polícia Civil, a mulher prestou depoimento, apresentava quadro de confusão mental e alegou sofrer de transtorno bipolar. Ela veio do Rio de Janeiro para o evento em uma caravana organizada por ela, acompanhada do filho de dois anos.

Após o registro, ela foi abordada pela imprensa e, ao ser questionada sobre o motivo da agressão, informou que isso era entre ela e o padre. “Isso é entre ele e eu, ele e eu”.

O G1 não conseguiu contato com a agressora ou representantes da defesa dela.

Em nota divulgada no domingo, a Canção Nova informou que lamenta o incidente ocorrido com o padre Marcelo Rossi durante a missa e que o religioso foi atendido pela equipe médica do evento e, após ser liberado, seguiu com a celebração até o fim.

Fonte: G1

Publicidade
25 Sabores: Abacaxi/ Abacaxi com hortelã/Açaí/Acerola/Cacau/Caju/ Cajá/ Cupuaçu/Graviola/Goiaba/Manga/Mangaba/Maracujá/Morango/Tamarindo/Tangerina/Umbú/ Uva. Polpas de 100gr é 1kg.

Missão tripulada da SpaceX parece ‘difícil’ em 2019

|    

Enquanto a SpaceX de Elon Musk se concentra em apurar a causa possível de uma agressiva explosão em abril que destruiu uma de suas cápsulas de astronautas, um executivo da empresa afirma que os planos de enviar seres humanos para o espaço neste ano parece “cada vez mais difícil”. “Temos um bom caminho pela frente”, disse Hans Koenigsmann, vice-presidente de Construção e Confiança de Voo da SpaceX em uma entrevista coletiva por telefone em que a empresa ofereceu novos detalhes da investigação. “Como eu disse, ainda não estamos completamente prontos. Minha ênfase é realmente em tornar isso seguro… Até o final deste ano, eu não acho que seja impossível, mas está ficando cada vez mais difícil”.

Uma das cápsulas Crew Dragon da companhia explodiu num local de testes numa estação da Força Aérea da Flórida momentos antes do lançamento de oito unidades de emergência desenvolvidas para transportar a tripulação em segurança no caso de falha técnica. A Crew Dragon foi encarregada no início do ano para transportar astronautas dos Estados Unidos para Estação Espacial Internacional em uma primeira missão tripulada em julho, embora a data tenha sido adiada para novembro após a explosão e algumas outras falhas no desenvolvimento do veículo.

A SpaceX disse que a investigação do acidente aponta para o vazamento de uma válvula que pode ter causado a explosão. A Nasa está pagando US$ 2,6 bilhões à SpaceX e US$ 4,2 bilhões à Boeing para a construção de sistemas de foguetes e de lançamentos de cápsulas para levar astronautas de volta à Estação Espacial Internacional a partir de solo norte-americano pela primeira vez desde o fim do programa americano de ônibus espaciais, em 2011.

Fonte: Forbes 

Publicidade
25 Sabores: Abacaxi/ Abacaxi com hortelã/Açaí/Acerola/Cacau/Caju/ Cajá/ Cupuaçu/Graviola/Goiaba/Manga/Mangaba/Maracujá/Morango/Tamarindo/Tangerina/Umbú/ Uva. Polpas de 100gr é 1kg.

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Jovem que foi abandonada no altar e casou consigo mesma é encontrada morta

|    
Uma jovem de 24 anos cuja história repercutiu após ser abandonada no altar e casar consigo mesma, no último sábado (13), foi encontrada morta no Rio de Janeiro, cidade onde morava, nesta segunda-feira (15). Ao ligar para Alinne Araújo com o intuito de repercutir a forma como ela encarou o casamento, o BHAZ foi informado pela mãe dela sobre a morte. “Ele acabou com a vida dela, ela morreu”, falou, se referindo ao noivo.
Alinne era dona de um perfil no Instagram onde contava sobre sua relação e experiência com duas graves doenças: ansiedade e depressão. E, durante a noite do último sábado (13), publicou um relato a respeito do ocorrido. A jovem inicia falando da dor de confiar em alguém cegamente e ser pega de surpresa com a notícia de que seu noivo não se casaria mais. Além disso, coloca em pauta a questão frágil de sua saúde e afirma que ele não teria se importado com isso.
“Um dia antes da celebração do amor de vocês a pessoa some. Manda uma mensagem pelo wpp e termina todos os sonhos de vocês, fui pega de surpresa, quis morrer, ele sempre soube da minha condição e não se importou como eu estaria. Eu recebi a notícia estava dirigindo, tive uma crise no volante me atirei numa via expressa, mas papai do céu é bom e me salvou mais uma vez”, publicou na rede social.

Apesar da dor enorme, a jovem tomou a decisão de ir à festa de seu casamento sozinha. “Poderia ficar aqui chorando, mas tem uma festa linda me esperando, então hoje caso comigo mesmo em nome da minha vida nova. Me desejem sorte. Amo vocês”.




Fonte: BHAZ








Publicidade
25 Sabores: Abacaxi/ Abacaxi com hortelã/Açaí/Acerola/Cacau/Caju/ Cajá/ Cupuaçu/Graviola/Goiaba/Manga/Mangaba/Maracujá/Morango/Tamarindo/Tangerina/Umbú/ Uva. Polpas de 100gr é 1kg.

Médico e prefeito no Ceará abusa de mulheres há décadas e filma os crimes, denunciam pacientes

|    
O médico e prefeito de Uruburetama, José Hilson Paiva, pratica há décadas o crime de abuso sexual de suas pacientes, conforme denúncias de mulheres que procuraram o ginecologista em busca de consulta. O G1 teve acesso a 63 vídeos, filmados pelo próprio médico, com as pacientes. As gravações mostram Hilson com a boca nos seios de mulheres sob o pretexto de estar tirando secreção e penetrando as pacientes, alegando que precisava "desvirar" o útero delas.

Especialistas que assistiram aos vídeos afirmam que em nenhum momento Hilson Paiva realizou um atendimento ginecológico. "Trata-se de um monstro", e as imagens "demonstram claramente um estupro da paciente", avaliam profissionais da Associação Médica Brasileira.

O Ministério Público ouviu o relato de seis mulheres que dizem ser vítimas de abuso do médico. O prefeito afirma que nunca fez "nada forçado" e que as acusações são "jogada da oposição". "Querem me derrubar", argumenta Hilson de Paiva.

Os vídeos não podem ser publicados porque há mulheres nuas nas imagens e cenas de abuso sexual. Elas denunciam o prefeito desde a década de 1980, o que não resultou em condenação até então. Em outros casos, as mulheres relataram que tinham medo de denunciar o gestor porque dependiam da Prefeitura de Uruburetama para ter emprego no serviço público.

"Nunca tinha ido em consulta nenhuma. Não sabia como funcionava. Se ele estava dizendo que era daquela maneira, eu tinha que acreditar", relata uma mulher que diz ter sido abusada por Hilson de Paiva e que não quer se identificar.

O doutor Hilson, como gosta de ser chamado, tem 70 anos, atende em hospitais públicos e também é político. Ele foi eleito prefeito de Uruburetama em 2016 com 76% dos votos.


‘Todo mundo tem ele como boa pessoa’


                       



Onze mulheres ouvidas pelo Fantástico afirmaram que buscaram Hilson de Paiva pela boa reputação que ele tinha como médico na cidade. "Todo mundo tem ele como uma pessoa boa, sem saber o que ele faz", afirma outra vítima.

Elas contam que eram atendidas em consultório particular na casa de José Hilson e também no Hospital Municipal da cidade.

Uma delas foi abusada quando tinha 14 anos. Atualmente maior de idade, ela diz que nunca contou nada pra ninguém sobre o caso e que voltava a se consultar com o doutor Hilson porque ele era o único ginecologista de Uruburetama.

"Ele sempre trancava a porta, mandava a gente entrar e mandava a gente tirar a roupa. Pegava no seio, ficava pegando no corpo da gente, colocava o pênis dele na gente."

Outra vítima estava com um nódulo no seio quando marcou uma consulta com o médico. "Fiquei nua. Eu achei estranho foi ele usar um canudo e chupar os meus seios."

Em cinco dos 63 vídeos aos quais o G1 teve acesso, o Hilson de Paiva aparece com a boca nos seios das pacientes. Ele fala que é um procedimento médico para ver se há secreção. “Diminuindo, melhorou", argumentava o médico após o procedimento abusivo.

"O que eu vi é uma maneira muito fácil de ludibriar as pessoas. Você não vai preparada pra lidar com uma situação dessa. A gente vai muito preparada pra ficar curada", relata outra paciente do médico.

'Trata-se de um monstro'


                         



O secretário-geral da Associação Médica Brasileira, Antônio Jorge Salomão, assistiu aos vídeos e avaliou o conteúdo. Para ele, nenhuma das imagens mostra, a qualquer momento, um procedimento médico. "Em nenhum momento da humanidade existe esse procedimento. Isso é asqueroso."

Para o vice-presidente da associação, Diogo Leite Sampaio, o caso se trata de crime. "Ele está se aproveitando da paciente. Ele não está examinando, procurando nenhum problema na paciente. Isso é crime."

Das 11 mulheres localizadas pelo Fantástico que acusam o médico José Hilson, duas aparecem em três dos 63 vídeos.
Uma delas conta que procurou o doutor Hilson em 2012 porque não conseguia engravidar. No vídeo, ela já aparece nua, no consultório particular do médico, onde ele atende até hoje. A mulher nunca havia feito exame ginecológico.

"Ele pegava nos seios e pediu pra fazer sexo oral com ele", lembra a paciente. "Fazer uma aplicação oral porque é muita secreção mesmo. Muita, muita, muita", argumentava o médico. "Perguntei a ele por quê. Ele pegou e disse que não, que era o procedimento. Que era o que o médico fazia. Que ele tinha que ver a minha sensibilidade. Eu disse pra ele que não, que eu não queria."

O vídeo mostra que, em seguida, o médico coloca a paciente em pé, de costas, apoiada na maca. "Pode virar. Isso, bem devagar", comenta Hilson no vídeo. "Ele começou a mexer detrás de mim. Ele dizia: 'Você tem que me ver como médico. Você não pode me ver como um homem. Eu sou seu médico'."

O abuso deixou trauma na paciente. "Eu era uma pessoa que achava graça do nada, sabe? Agora todo mundo acha estranho. Vem falar comigo e eu estou séria. Eu não consigo mais brincar com ninguém", lamenta.

Uma outra paciente que aparece nos vídeos gravados pelo médico foi abusada, segundo ela, em 2017. O crime ocorreu também no consultório particular do ginecologista e mostra o mesmo tipo de abuso: a paciente nua, de costas, e ele dizendo que está fazendo um exame. "Isso tá muito inflamado, mulher", diz o médico no vídeo.

"Ele introduziu algo na minha vagina nessa hora. Ele vai levando na lábia", relata a vítima. Ela não denunciou o médico. Diz que, por causa do abuso, faz tratamento psicológico e psiquiátrico. "Eu me sinto nua e despida, como se a culpa fosse minha."

Analisando o caso dessa paciente, representantes da Associação Médica Brasileira avaliam que não houve atendimento profissional. "Não existe um tratamento clínico, muito menos uma manipulação que esse senhor, que eu nem posso chamar de médico, fez com a paciente", argumenta Diogo Leite Sampaio.

Os vídeos mostram o ginecologista com pelo menos 23 mulheres. Dentre elas, 17 claramente foram enganadas pelo médico e sofreram abusos sexuais, conforme avaliação dos especialistas.

"É indescritível as cenas que nós observamos. Não se trata de um médico. Trata-se de um monstro”, avalia o secretário-geral da Associação Médica Brasileira."São crimes graves. Muitas das imagens demonstram claramente um estupro da paciente, que precisam ser punidos severamente. São imagens repugnantes. São imagens de um criminoso que não faz medicina", complementa Diogo Leite Sampaio.

Denúncias desde 1986

O médico José Hilson é nascido no Ceará e se formou no Rio de Janeiro em 1976. Depois de obter o diploma, voltou para o estado. Entre 1989 e 1992, assumiu a Prefeitura de Uruburetama pela primeira vez, quando virou notícia no Brasil por fazer a primeira prestação de contas do município em praça pública.

As primeiras denúncias ocorreram em 1986. Em 1994, duas mulheres foram à polícia denunciar Hilson de Paiva por assédio sexual durante as consultas. O caso foi arquivado, sem a condenação do médico. "Ele pediu pra eu ficar de lado, colocar a língua pra dentro e pra fora, com os olhos fechados", conta uma mulher que diz ter sido abusada pelo ginecologista em 1994 e não fez a denúncia na época.

"Quando eu senti, eu estava colocando minha língua no pênis dele. Saí correndo, e ele foi pro banheiro, vestindo as calças."
Mulher de Hilson também foi prefeita

A mulher de Hilson de Paiva, Maria das Graças Cordeiro de Paiva, assumiu a Prefeitura de Uruburetama por dois mandatos, entre 1997 e 2004. Em seguida, Hilson foi vice-prefeito entre 2013 e 2016.

Na campanha mais recente, que terminou com ele eleito prefeito pelo Partido Comunista do Brasil (PC do B), Paiva falava em lutar pela saúde pública. "Nós precisamos pensar no nosso povo. No povo de Uruburetama. O povo de Uruburetama tem que ser respeitado."

Em 2018, o prefeito enfrentou uma crise quando um dos vídeos com as relações abusivas que ele mesmo gravou foi divulgado na imprensa. Com a repercussão do caso, cinco mulheres procuraram a polícia e denunciaram o médico por crimes sexuais. A ex-prefeita saiu em defesa do marido. Para ela, houve uma relação extraconjugal, mas não um estupro ou abuso. "Eu quero saber qual é o homem que não trai sua esposa. Eu não conheço no Brasil", afirmou Maria das Graças na época.

Além de as pacientes não terem conseguido a condenação, o prefeito entrou na Justiça contra quatro delas, alegando calúnia e difamação. Três desistiram de denunciar o médico para evitar serem processadas. A única que mantém as acusações disse ter sido abusada em 1994.

"Para o processo [de calúnia e difamação contra as pacientes] ser arquivado, as vítimas teriam que pedir desculpa pra ele. Quando chegou na minha hora, eu disse: 'Eu não vou pedir desculpa, você quem deve me pedir desculpa'."

No Fórum de Uruburetama, o juiz do processo, José Cléber Moura do Nascimento, não quis falar sobre o caso.

Denúncias em outras cidades

José Hilson também atendeu pacientes na cidade de Cruz, a 150 quilômetros de Uruburetama. Além de ter um consultório particular, foi médico da família e atuou como clínico geral no Centro de Saúde e no Hospital Municipal. Em Cruz, ele também gravou vídeos com cenas de abuso sexual; 40 dos 63 vídeos foram filmados em um consultório do centro de saúde.

As cenas são parecidas com as de Uruburetama: o ginecologista fala que está fazendo um exame e engana as pacientes. Doze sofrem abusos. Uma delas foi atendida em 2012.


"Olhei no jaleco dele, ele com os genitais dele toda de fora. Ele realmente queria penetrar em mim. Eu saí de lá correndo. Hoje, eu estou aos poucos buscando força em Deus, tratamento e o apoio da família."

Ela conta que Hilson a chamava de "bebê". Nos vídeos, ele trata todas as pacientes com esse termo. "Tá muito inflamada ainda, bebê"; "Isso, bebê"; "Muito irritado, bebê, ainda", diz em alguns trechos dos vídeos.

Essa palavra traz sofrimento até hoje para vítima. "Quando [alguém] me chama de bebê, vem um impacto. Não aceito esse nome. Bebê, pra mim, é muito chocante."


‘Nunca fiz nada forçado’

Em entrevista, o prefeito nega ter realizado qualquer prática de abuso. Para ele, as denúncias são uma estratégia de políticos de oposição para afastá-lo.

"Eu nunca fiz nada forçado. Nada à força, não tive nada forçado. Isso é uma jogada da oposição. Querem me derrubar." Ele afirma que teve relações sexuais com algumas mulheres, "mas não foi no consultório".

Questionado por que filmava as pacientes, Hilson diz apenas que o repórter "perguntou demais" e deixa o local da entrevista.

Por meio de nota, o advogado do prefeito afirma que o cliente teve conhecimento dos vídeos apenas por "ouvir dizer", que "aguarda as mídias para uma manifestação mais concreta sobre o caso" e que irá ao Ministério Público para saber sobre a veracidade do material.

Conforme juristas ouvidos pelo G1, Hilson de Paiva pode ser condenado pelas filmagens que fez das pacientes e também por violação sexual mediante fraude e estupro.

"Há muitos anos que esse homem vive abusando um monte de mulheres. Eu espero que aconteça justiça por muitas que não podem falar, que não sabem como falar, que não puderam se defender", diz uma das pacientes do médico.




Fonte:G1








Publicidade
25 Sabores: Abacaxi/ Abacaxi com hortelã/Açaí/Acerola/Cacau/Caju/ Cajá/ Cupuaçu/Graviola/Goiaba/Manga/Mangaba/Maracujá/Morango/Tamarindo/Tangerina/Umbú/ Uva. Polpas de 100gr é 1kg.

Deposito de Bebidas São Bernardo

Bebidas, Gelo, Água, Carvão, Descartáveis e muito mais. Aberto todos os dias das 8:00 as 19 horas. Trabalhamos com evento, além de cerveja, frios.

Temos excelentes preços. Disque entrega: (74)9 99448708 Aceitamos cartão de credito e debito

Direção: Lais e Robson. AV. Frederico Costa, N 66. Centro, Macajuba BA

Publicidade do Google

Publicidade Google

Arquivo do blog

Total de Visitas

Volte ao ▲ Topo