sábado, 1 de setembro de 2018

Governo propõe reajuste no salário mínimo ao Congresso; valor pode chegar a R$ 1.006



O governo federal propôs o reajuste do salário mínimo para 2019 no valor de R$ 1.006 ao Congresso Nacional. Além disso, foi estimado um crescimento de 2,5% no Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Os valores constam da proposta de orçamento do ano que vem, encaminhada nesta sexta-feira (31) ao Poder Legislativo.


Atualmente, o salário mínimo é de R$ 954. Em abril deste ano, a estimativa para o mínimo no ano que vem era de R$ 1.002. Se aprovado pelo Congresso, o reajuste passa a valer em janeiro de 2019, com pagamento a partir de fevereiro. O valor pode ser modificado pelo governo caso haja alteração na previsão para a inflação de 2018, que compõe a fórmula para o cálculo do reajuste do mínimo do ano que vem. BN

Publicidade:

Muita animação na Corrida de Jegue abrindo a 28ª edição da Festa de Vaqueiros de Macajuba

Na manhã de hoje (01) deu-se início a abertura da vigésima oitava edição da Festa de Vaqueiros de Macajuba, com a corrida de Jegue.

Foram 9 competidores até restarem somente 3, a corrida foi realizada no Rancho DP próximo ao Parque Ramalho Sampaio, uma tradição realizada pela Associação de Vaqueiros da cidade com o apoio da Prefeitura Municipal.

Muitas pessoas foram acompanhar a corrida, como mostra as imagens abaixo tiradas pelo internauta Murilo Souza.





Texto: Max Ribeiro

Publicidade:

Cavalo solto na pista provoca acidente com van do município de Macajuba na BA-052 em Ipirá



Nas primeiras horas da manhã deste sábado (01), um cavalo solto na pista provocou mais um acidente na BA-052. O fato aconteceu entre os contornos do Povoado de Imburanas e o Distrito do Malhador, município de Ipirá.

De acordo com informações da ABOMPROCI, uma equipe de socorristas foi acionada para fazer o atendimento mas ao chegar no local, a única vítima que era o condutor de uma VAN de placa com licença da cidade de Macajuba já havia sido socorrido para a UPA de Ipirá.

A vítima foi identificada como Denivaldo Alves Macedo, de 45 anos, morador do Povoado Santa Luzia, município de Macajuba. O mesmo deu entrada na UPA com escoriações pelo corpo, foi medicado e posteriormente liberado.

O cavalo não resistiu os ferimentos e morreu instantaneamente no local.



Por Ipirá Notícias com informações do comando dos Bombeiros Civis de Ipirá


Publicidade:

TSE decide por 6 votos a 1 rejeitar a candidatura de Lula a presidente


Ministros consideraram petista inelegível com base na Lei da Ficha Limpa. PT terá 10 dias para substituir candidato. Defesa poderá recorrer ao próprio TSE ou ao STF.

O plenário do TSE durante sessão extraordinária que analisou a candidatura do ex-presidente Lula (Foto: Carlos Moura/Ascom/TSE)


Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiram por 6 votos a 1, em julgamento concluído na madrugada deste sábado (1º), pela rejeição do pedido de registro de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência da República.


Na sessão, a maioria dos ministros também proibiu Lula de fazer campanha como candidato, inclusive na propaganda de rádio e TV, que começa neste sábado (1º) para os presidenciáveis. O PT terá agora dez dias para substituir o candidato.


A maioria dos ministros entendeu que decisão entra em vigor desde já, embora ainda exista possibilidade de recurso ao próprio TSE ou ao Supremo Tribunal Federal (STF).


Após o julgamento, a defesa não adiantou o que pretende fazer. Os advogados afirmaram que ainda vão discutir com o PT se e como vão recorrer da decisão.


Na última parte da sessão, os ministros decidiram que, até a substituição de Lula, o PT poderá continuar fazendo propaganda eleitoral, mas sem a participação dele como candidato.


Segundo a defesa, Lula poderá aparecer, mas somente na condição de apoiador do candidato a vice-presidente, Fernando Haddad, que poderá vir a substituí-lo como cabeça de chapa.


COMO VOTARAM OS MINISTROS
Contra a candidaturaA favor da candidatura
Luís Roberto BarrosoEdson Fachin
Jorge Mussi
Og Fernandes
Admar Gonzaga
Tarcísio Vieira
Rosa Weber



Fonte: Tribunal Superior Eleitoral


A rejeição da candidatura pelo TSE ainda poderá ser contestada em recurso da defesa ao próprio tribunal ou ao Supremo Tribunal Federal.

Publicidade:

Publicidade Google

Publicidade Google