sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Venda do gás Butano está de volta no Supermercado Pamponet em Macajuba, preço promocional, apenas R$ 60,00



A direção do Supermercado Pamponet na pessoa de Edson Lopes Pamponet (Edinho) informa aos seus clientes que já voltou a vender o gás Butano, preço promocional, apenas R$ 60,00 (sessenta reais)





Gás Butano com preço especial é no Super da economia. Edinho Marinelsa e toda equipe deseja um feliz natal! e prospero ano novo!.



Publicidade

Presidente da Câmara de vereadores de Macajuba continua engavetando indicações por birra política e mais uma sessão aconteceu sem pauta nesta quinta-feira (28)

(Foto e vídeos: Max Ribeiro/ Deixa Comigo Macajuba)


Aconteceu na noite desta quinta-feira, 28 de novembro de 2019, mais uma sessão do legislativo de Macajuba, a sessão mais uma vez foi sem pauta, apenas o uso da tribuna enquanto algumas indicações e projetos estão engavetados, a Câmara gasta cerca de 100 mil reais por mês incluindo o salario dos vereadores, porem não consegue atualizar o regimento interno e nem a lei orgânica, algumas indicações do vereador Everaldo Macedo(PT) estão engavetadas por causa da disputa política.

A nota de repudio da APLB Sindicato de Macajuba foi um dos destaques da noite.

Everaldo Macedo, criticou a falta de pulso do presidente da Câmara, pois Ivanberg Pamponet(MDB) “sopra no ouvido” falando o que Toi(MDB) deve fazer.

O Vereador Hugo Macedo (PSD) comentou sobre a matéria do Deixa Comigo Macajuba, que mostrou a situação das estradas sem cascalho na região do Jundiá e Boa Sorte.



Neto Macedo (PSB) falou sobre a nota de repúdio dos professores enviada através da APLB, o vereador ainda fez críticas e elogios à educação de Macajuba.



Já o Vereador Netinho do Xodó (MDB (também falou sobre a nota dos professores e que a gestão está procurando fazer o bem, Netinho ainda falou sobre o trabalho se abastecimento de água feito pela Prefeitura com recursos próprios.



O vereador Ivan rebateu a fala do vereador Everaldo, falando que o edil petista, faz muito tumulto que não gera nada e citou também os trabalhos realizados pela Prefeitura ao homem do campo com as máquinas do PAC2, além de várias outras aquisições.

O vereador Adenor-Toi(MDB) disse que os edis de oposição estão sem discurso, continuando o edil agradeceu por ter o vereador Ivan do lado e ainda exaltou a fala do vereador Allison na semana passada.

Confira os vídeos com a fala dos vereadores na integra:







Publicidade

Aulas no sábado e professores não poderão ir ao médico em Macajuba, confira a nota de repudio do SINPROMMA APLB SINDICATO de Macajuba




NOTA DE REPÚDIO


A DIREÇÃO DO SINPROMMA APLB SINDICATO – DELEGACIA SINDICAL LAVRAS DE GRANITO vem ao público, por meio desta postagem, demonstrar total repúdio e indignação, mediante a atitude da Secretária Municipal de Educação, Sra. Sandra Dias Sampaio, que além de impor a reposição dos dias de paralisação em dias de sábado, ignorando a necessidade do ato administrativo e sua publicidade, tendo consciência que sábados letivos prejudicam os alunos, pois interrompem o processo de aprendizagem, uma vez que tem uma frequência muito baixa dos alunos, impossibilitando o professor a avançar nos conteúdos ou atividades, o pessoal de apoio é pressionado a ir trabalhar excedendo sua carga horária semanal sem o pagamento de horas extras e sem nenhum acordo prévio com os servidores. A retirada dos sábado letivos do calendário escolar de Macajuba nos últimos anos foi uma conquista, resultado da luta dos profissionais em educação, onde durante os anos de 2014, 2015 e 2016 os trabalhadores em educação se posicionaram contra os sábados letivos e solicitaram que o sindicato reivindicasse junto ao CME e Secretaria de Educação o direito ao descanso semanal pois não achavam correto/justo trabalharem aos sábados. Os trabalhadores de educação não se opõem a reposição, pois respeita o direito dos alunos. Contudo, pensando no próprio aluno, solicita que esses dias sejam acrescentado no final do Calendário Escolar de 2019.

Como se já não bastasse, a Secretária de Educação do dia 25/11 para cá solicitou que os diretores escolares entregassem aos professores uma notificação de reposição de faltas. Entretanto, planejadamente não explicitou, nas referidas notificações, que as faltas em questão foram devidamente justificadas, mediante apresentação de atestado médico. Contudo, é de conhecimento de todos que a ausência motivada por questão que envolve a saúde do servidor está terminantemente justificada mediante a apresentação de atestado médico que a comprova.

Além disso, lembramos aos pais e a comunidade que na maioria das vezes que os professores da rede municipal faltam, os alunos não são prejudicados e tem o dia letivo normal garantindo o que dispõe a Lei nº 9.394 de 1996, tendo em vista que permaneceram na escola, em sala assistindo aula com outro professor, conforme podemos comprovar.

Repudiamos a atitude da direção da Escola Municipal José Sampaio do Lago onde propôs e colocou em prática a reposição de aulas em horário alheio à rotina escolar dos alunos, alunos tendo que chegar 01 hora antes ou sair 01 hora depois do horário normal de aula. É notório que a situação claramente gera prejuízos ao ensino, onde apenas alguns estudantes poderão estar presentes em sala para assistirem as aulas do início ao fim.

Repudiamos a atitude da direção da Escola Municipal José Sampaio do Lago junto aos professores que se recusaram a abrir mão de seus direitos.

Repudiamos as medidas adotadas pelo poder público municipal acerca da reposição de faltas justificadas, além de manchada de ilegalidade, desfavorecem diretamente o corpo de alunos de Macajuba, afetando de forma negativa a educação conferida aos educandos, ao passo que também afeta qualidade de vida dos profissionais da educação, ao tornar as aulas diárias mais densas, gerando desgaste físico e emocional.

Repudiamos a atitude da Secretária de Educação Municipal de Macajuba, Sra. Sandra Dias Sampaio, que se negou a receber e protocolar o documento de defesa enviado/apresentado pelos professores, demonstrando total falta de respeito a categoria a qual ela é Secretária Municipal.

E em respeito ao Princípio da Legalidade, ao princípio constitucional da valorização do profissional da educação e aos objetivos da educação dispostos na Constituição Federal e na Lei de Diretrizes e Bases da Educação, requeremos que as faltas justificadas mediante atestado médico sejam devidamente consideradas.

Não as chantagens dos Gestores!

Não ao desrespeito da Secretária de Educação com os profissionais de educação e seus direitos!

Abaixo o assédio moral!



A DIREÇÃO DO SINPROMMA APLB SINDICATO – DELEGACIA SINDICAL LAVRAS DE GRANITO repudia e lamenta a atitude da Secretária de Educação Municipal de Macajuba e solicita que os trabalhadores sejam tratados com mais respeito.

A reportagem do Deixa Comigo Macajuba tentou diversas vezes falar com a Secretária de Educação Sandra Dias, mas não obtivemos respostas, a nota de repudio da APLB Sindicato de Macajuba foi destaque na sessão da Câmara de Vereadores desta quinta-feira,28 de novembro de 2019.

 
 

                                                                                                                                                                                                                              
Publicidade

Publicidade Google

Publicidade Google