segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

Vídeo: Petrix tocou seios de Bianca Andrade no BBB: qual é o crime?




A festa da sexta-feira (24) na casa do Big Brother Brasil foi marcada por uma cena de abuso envolvendo o ginasta Petrix Barbosa e a blogueira Bianca Andrade, a Boca Rosa. Já na madrugada, a hashtag #PetrixExpulso entrou para os assuntos mais comentados do Twitter.

Bianca, visivelmente alcoolizada, teve os seios apalpados por Petrix, que a tocou como se estivesse chacoalhando a blogueira. Pela legislação brasileira, o que ele fez pode ser considerado importunação sexual.

Após ignorar o episódio no programa ao vivo de sábado (25), a emissora abriu a edição de domingo com isso. Mostrou a cena novamente, e Tiago Leifert disse que Boca Rosa foi chamada ao confessionário. "Lembro que dancei com o Petrix. Não me causou desconforto, zero. Tenho certeza que a intenção ali foi me animar", justificou Boca Rosa. Na sequência, o apresentador falou que a direção entendeu que "não há elementos suficientes para punir os participantes. Jogo que segue na casa".

Veja o vídeo:





A lei 13.718 sobre o tema, sancionada em 2018, afirma que é crime "praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro". A pena é de um a cinco anos de prisão, se o ato não constituir crime mais grave, como estupro.

A medida foi aprovada visando, principalmente, os assédios contra mulheres em transporte público. Mas qualquer ato que se configure como libidinoso pode entrar nessa designação.

Por exemplo, o que se costuma chamar de "passada de mão" também é caracterizado como crime, segundo explicou o advogado o advogado Ricardo Ferreira Dias, professor de direito penal da Fadisp (Faculdade de Direito de São Paulo), em entrevista* para Universa.

"Se for nos seios ou nas nádegas, com certeza é importunação sexual", afirma Dias. Portanto, não tem essa história de "mão boba": apalpar partes do corpo da mulher sem a sua anuência não é só uma brincadeira ou uma paquera, é sério e é um ato abusivo.

É importunação sexual, assédio ou abuso?

Assédio e abuso são termos que costumam ser usados para se referir a violências sexuais. Mas não existe crime de abuso e, quando se trata de assédio sexual, a lei se refere apenas a situações em que há uma diferença de hierarquia entre a vítima e a pessoa que a está assediando.

Por exemplo, no trabalho, quando o chefe diz à funcionária que, se tiver relações sexuais com ele, vai ganhar um aumento. Também vale para casos envolvendo aluna e professor.

Segundo a lei, assédio sexual é quando se constrange alguém "com o intuito de obter vantagem ou favorecimento sexual, prevalecendo-se o agente da sua condição de superior hierárquico ou ascendência inerentes ao exercício de emprego, cargo ou função". A pena é de um a dois anos de prisão.

Por isso, quando há um ato como a passada de mão, beijo roubado ou algum outro tipo de contato sexual sem autorização da vítima, o crime é o de importunação sexual.



Em situações mais graves, pode ter ocorrido estupro. De acordo com a legislação, estuprar também significa praticar ato libidinoso, ou então conjunção carnal, mas, para configurar como prática criminosa, é preciso provar que a vítima foi constrangida mediante violência ou grave ameaça — com uma arma de fogo ou faca, por exemplo. A pena é de 6 a 10 anos de prisão.


Publicidade Atenção Macajuba e região . Chegou a Faculdade Cidade Verde. Com ensino semi presencial. Com aulas uma vez por semana. Com curso de graduação e pós graduação. - pedagogia - psicopedagogia - Educação fisica - letras com libras - administração Faça seu curso superior pertinho de casa . Mensalidades apartir de 180,00 Interessados procurar Professora Ana Rita . Contato: 75-99952-2811 Gestora Responsável : Márcia Cristina 75- 99118-8667 Site: unifcv.edu.br

ANIMAL NA PISTA PROVOCA ACIDENTE COM PRESIDENTE DA CÂMARA DE MACAJUBA NA BA 052 EM IPIRÁ.





No início da noite desta segunda-feira, 27, três animais do tipo bovino solto na pista causou mais um acidente na BA 052, na altura do Km 82, próximo ao povoado de Santa Rita.

O veículo Fiat Argo, de placa PKU 2538, da Câmara de vereadores do município de Macajuba, que era dirigido pelo vereador presidente da Câmara, Adenor Brandão de São Leão, atropelou um dos animais e um outro veículo não identificado ainda bateu no fundo.



O vereador Adenor, mais conhecido como Toi (MDB) foi socorrido pela equipe da ABOMPROCI para a UPA de Ipirá. Os outros ocupantes do veículo não sofreram nenhum ferimento

Vale lembrar que o carro na câmara está no seguro e a seguradora foi acionada, graças a Deus não ouve nada grave.

Animal na pista é um perigo e proprietários devem evitar ao máximo deixá-los soltos.

Fonte: Almiro Junior Rádio Ipirá FM






Publicidade Atenção Macajuba e região . Chegou a Faculdade Cidade Verde. Com ensino semi presencial. Com aulas uma vez por semana. Com curso de graduação e pós graduação. - pedagogia - psicopedagogia - Educação fisica - letras com libras - administração Faça seu curso superior pertinho de casa . Mensalidades apartir de 180,00 Interessados procurar Professora Ana Rita . Contato: 75-99952-2811 Gestora Responsável : Márcia Cristina 75- 99118-8667 Site: unifcv.edu.br

Juíza Eleitoral determina que posto de atendimento de Macajuba para a biometria funcionará também aos sábados e domingos do mês de fevereiro



O Cartório Eleitoral da 087ª Zona de Ruy Barbosa enviou um comunicado para a redação do Deixa Comigo Macajuba, onde pede que este veiculo de comunicação informe aos munícipes que ainda não fizeram a biometria, que o posto de atendimento, que está funcionando no Centro Cultural na Praça Castro Cincurá em Macajuba, também irá atender aos sábados e domingos, isso a partir de fevereiro.

Sendo nos dias, 01, 02,08, 09, das 08: 00 da manhã até ao meio dia.

Lembrando que o termino da biometria é em 18 de fevereiro de 2020.

A informação é de ordem da Excelentíssima Juíza Eleitoral da 087ª ZE, a Bela Ivonete de Souza Araújo.



Confira o oficio enviado ao Deixa Comigo Macajuba.


Publicidade Atenção Macajuba e região . Chegou a Faculdade Cidade Verde. Com ensino semi presencial. Com aulas uma vez por semana. Com curso de graduação e pós graduação. - pedagogia - psicopedagogia - Educação fisica - letras com libras - administração Faça seu curso superior pertinho de casa . Mensalidades apartir de 180,00 Interessados procurar Professora Ana Rita . Contato: 75-99952-2811 Gestora Responsável : Márcia Cristina 75- 99118-8667 Site: unifcv.edu.br

BBB20: Mari e Felipe falam sobre zoofilia e revolta Luisa Mell

 Na tarde deste domingo (26), Mari Gonzalez, 25, e Felipe Prior, 27, protagonizaram um dos diálogos mais bizarros do BBB 20, e que levaram à ira Luisa Mell.

Os confinados estavam à beira da piscina, quando o arquiteto contou que muitos de seus colegas de trabalho relataram já ter cometido zoofilia, definida como o envolvimento sexual de humanos com animais de outras espécies. 


"Os peões da obra falaram que no nordeste mandavam bala. Meu funcionário diz que chega na obra e fala 'quem nunca deu um talento na cabrinha', os caras dizem que a cabra até grita o nome", afirmou Felipe. Mari indagou se esses homens usavam preservativo para cometer o ato e o colega disse que eles não tinham esse tipo de precaução.
A influencer, então, respondeu a Felipe normalizando o ato. "Tem gente que fica excitada mesmo. É anormal para nós, mas é normal para a pessoa e tudo bem também se a pessoa quer comer (no sentido sexual) um animal". O comentário foi duramente criticado por internautas por meio da hashtag "zoofilia é crime".
A repercussão foi tão negativa que chegou à ativista Luisa Mell, que usou sua conta no Instagram para repudiar o diálogo de Mari e Felipe. "Tive que assistir para acreditar que a participante do BBB 20, Mari Gonzalez foi capaz de dizer: 'quer comer (no sentido de ter relações sexuais) um animal. Para mim tudo bem. Tá mara'. É inacreditável e inaceitável que tratem zoofilia desta maneira em rede nacional".
Em seguida, Mell esclareceu que não existe sexo com animais, mas, sim uma violência, já que é impossível o consentimento do ato.
"Vocês têm ideia das feridas, dos machucados que já tive o desprazer de ver nas vaginas de cadelas vitimas de ESTUPRO!!! Porque não existe sexo com animais, assim como não existe sexo com crianças!!! É sempre abuso, violência, estupro...É vergonhoso, é criminoso. Infelizmente muitos animais chegam a óbito depois de ser vítima desta atrocidade... Mari, onde isto é mara? Onde isto é aceitável? Vergonha", encerrou, revoltada, a ativista. 
De acordo com Lei de Crimes Ambientais 9.605/98, indivíduos que abusarem, ferirem ou mutilarem animais silvestres, domésticos ou domesticados (nativos ou exóticos) podem ser detidos por um período que varia de três meses a um ano e multa. Caso o animal morra em decorrência da violência sofrida, a legislação em vigor estabelece o aumento da penalidade.
© Reprodução / YouTube Zoofilia é definida como o envolvimento sexual de humanos com animais de outras espécies



Publicidade Atenção Macajuba e região . Chegou a Faculdade Cidade Verde. Com ensino semi presencial. Com aulas uma vez por semana. Com curso de graduação e pós graduação. - pedagogia - psicopedagogia - Educação fisica - letras com libras - administração Faça seu curso superior pertinho de casa . Mensalidades apartir de 180,00 Interessados procurar Professora Ana Rita . Contato: 75-99952-2811 Gestora Responsável : Márcia Cristina 75- 99118-8667 Site: unifcv.edu.br

Bruno pede chance e diz que vai retornar ao futebol: 'Por que eu não posso voltar a fazer o que amo?'

Bruno Fernandes, goleiro condenado por participação no sequestro e assassinato de Eliza Samudio, quer voltar ao mundo do futebol. Em entrevista à TV Record, ele falou que pretende revelar o verdadeiro motivo da morte da modelo ao filho, Bruninho, fruto de seu relacionamento com a vítima.


"As pessoas não querem mais me dar a oportunidade de trabalhar. As pessoas falam em redes sociais que não posso voltar. Eles vão colocar o pão na minha mesa? É uma pergunta que faço todo dia: por que não posso voltar a fazer o que amo fazer? A sociedade é a primeira que cobra você voltar a trabalhar. A ressocialização de um preso é responsabilidade da sociedade. Ela te cobra, mas não dá oportunidade", questionou.
Desde que foi condenado pelos crimes, Bruno tentou por diversas vezes voltar ao futebol, mas sem sucesso. Na maioria dos casos, os protestos dos torcedores e a perda de patrocínios dos clubes por causa de sua chegada acabaram inviabilizando a continuidade do goleiro. Em outros casos, a Justiça não o liberou para voltar aos gramados.
Ele chegou a acertar com Boa Esporte-MG, Tupi-MG, Poços de Caldas, Fluminense de Feira de Santana e Operário de Várzea Grande.
"Fiquei quase dez anos afastado da profissão e gostaria de recomeçar minha vida. Fazendo aquilo que amo fazer. Opiniões, cada um tem a sua. Quero voltar a trabalhar como atleta profissional e vou voltar", garantiu.
"Eu posso dizer que sou um ser humano melhor. Você aprende muito na prisão. Hoje dou valor a um copo de água gelado".

Aos 35 anos, Bruno cumpre regime semiaberto, mas ainda nega autoria do crime. O ex-goleiro se casou de novo e tem uma filha do novo relacionamento.
"Eu não mandei matar ninguém. Se fosse hoje, eu falaria para ela buscar os direitos dela, contratar advogado. Não ia deixar a situação na mão de terceiros. Eu mesmo ia resolver. Eu era muito novo e deixei na mão de pessoas que tomavam conta da minha vida. Eu só queria jogar futebol", garantiu.
O ex-goleiro do Flamengo diz que a morte de Eliza não foi causada por causa de pensão alimentícia ou Bruninho. 
"A situação vai muito além disso, mas se você me perguntar eu não vou te responder. Por que eu não posso. A Eliza é vítima de pessoas do processo. A situação não estava no meu domínio. Eu paguei essa conta", disse
Bruninho, 10 anos, é criado pela avó, mãe de Eliza Samudio. 
"Eu vou contar tudo para ele. Eu pediria perdão ao meu filho. Se ele quiser me perdoar, ficará a critério dele. Vou respeitar a opinião dele", afirmou.
© Gazeta Press Bruno Fernandes, goleiro



Publicidade Atenção Macajuba e região . Chegou a Faculdade Cidade Verde. Com ensino semi presencial. Com aulas uma vez por semana. Com curso de graduação e pós graduação. - pedagogia - psicopedagogia - Educação fisica - letras com libras - administração Faça seu curso superior pertinho de casa . Mensalidades apartir de 180,00 Interessados procurar Professora Ana Rita . Contato: 75-99952-2811 Gestora Responsável : Márcia Cristina 75- 99118-8667 Site: unifcv.edu.br

Publicidade Google

Publicidade Google