Deixa Comigo Macajuba: Macajuba deu adeus ao jornalista Everildo Pedreira em sábado de muita tristeza

Publicidade Google

Ouça ao vivo Web Rádio DCM

Publicidade Google

Ouça a matéria em áudio

sábado, 30 de março de 2019

Macajuba deu adeus ao jornalista Everildo Pedreira em sábado de muita tristeza

|    


Na manhã deste sábado,30 de março de 2019 familiares, amigos, lideranças políticas, representantes da imprensa local e autoridades estiveram prestando a ultima homenagem ao jornalista Everildo Pedreira.



O cortejo fúnebre saiu da Câmara de Vereadores até o cemitério local.


Personalidades de Macajuba lamentaram a morte do jornalista nas redes sociais.

O administrador Nei Pamponet escreveu:

“Meus sentimentos. Foi um grande batalhador, sempre trabalhando por uma imprensa livre, procurando sempre a verdade, para dar a notícia. Criterioso, mas sempre críticos e atento a tudo que estava a sua volta. MACAJUBA perde um grande filho, e os meios de comunicação, um grande jornalista. Abrs Ney PAMPONET.”

O ex-prefeito de Macajuba Aécio Pamponet postou:

“EVERILDO PEDREIRA”



Hoje, a tristeza me venceu. Logo cedo recebi a notícia da morte de Everildo Pedreira.



A despeito das nossas diferenças de pensamento político, era meu amigo e gostava dele.



Ele tinha uma qualidade rara aos políticos de Macajuba: não carregava ódio no coração e tinha a capacidade generosa de discordar sem agredir.



Everildo, também, era um batalhador. Andarilho errante, passou a vida lutando pelo pão de cada dia, com a coragem de enfrentar desafios, sem tempo e lugar.



Em idos difíceis de ditadura. fundou e sustentou o MDB de Macajuba, partido de oposição, enfrentando o poder numa cidade conservadora, onde era quase uma heresia ser contra qualquer governo.



Como jornalista, aventurou-se na manutenção do seu jornal, com circulação em toda Chapada Diamantina, denotando coragem de aventurar-se num ofício tão ingrato e difícil, persistindo com idealismo, em condições e conjunturas adversas.



Ultimamente, vinha trabalhando no projeto pioneiro de estabelecer a memória fotográfica de nossa terra, mesmo sabendo da enorme barreira que teria de enfrentar até chegar à publicação. Distinguiu-me com a honra e a responsabilidade de escrever o prefácio do livro, que tinha certeza da publicação.



O destino foi cruel com Everildo e não lhe deu mais um tempinho para a realização deste sonho no ocaso da vida.



Ele bem que merecia esta oportunidade!...



Não há uma só pessoa, em Macajuba ou por tantos lugares por onde andou, lutando para sobreviver, que tenha sido vítima de um gesto torpe e agressivo dele.



Ao contrário, sua generosidade o levou até a relevar agressão vís e covardes que, num passado já remoto, ele foi vítima.



Gostava dele pela leveza d’alma e pela sua grandeza para se colocar acima de ódio e ressentimentos. Além da rara capacidade de escuta, mesmo quando discordava do interlocutor.



Hoje estou triste. Perdi um amigo e Macajuba perdeu um dos filhos que mais a amavam.



E como viver é perder, fico aqui torcendo para que Everildo Pedreira tenha ido para um lugar digno da sua alma, que não era pequena.



Aécio Pamponet”

29.03.19



Internautas falaram da morte do jornalista, que era referencia na cidade, um exemplo disso foi o jovem de Nova Cruz Mario Junior que postou no grupo DCM: “Bom dia a TDS do grupo . Meus sentimentos a TDS da família q Deus conforte o coração de tds vcs . Né dar pra acreditar q meu amigo se foi lembro de quando eu estava aí em nova cruz trabalhando na oficina e ele ia lá fazer serviços em seu veículo .
Descanse em paz meu amigo tenho certeza certeza q Deus preparou um bom lugar pra vc . Vc não morreu apenas vez uma viagem no tempo , em outro tempo deferente desse q vc viveu chamado planeta terra .
Pois vc retornou ao pai o criador de tudo q existe no mundo . Descanse em paz.”





A imprensa da região ficou de luto, algumas a exemplo dos Blogs Deixa Comigo Macajuba (DCM), Macajuba Acontece e Macajuba 24 Horas Online silenciaram, afinal o velho Vevé como era carinhosamente chamado era o professor dos blogueiros em Macajuba.



Trajetória:


Everildo iniciou sua carreira de jornalismo por acaso, após flagrantear um assassinato em Salvador enquanto fotografava aleatoriamente, quando uma equipe tentou comprar a foto do assassinato, ele fez uma proposta, que em troca da foto, o Jornal o contratasse como repórter policial.

Durante seu início, chegou a usar dois nomes para trabalhar em dois jornais diferentes, sendo eles: Esdas Pedreira e Everildo Pedreira.

Vale salientar que o Jornalista já tinha mais de 56 anos com trabalhos jornalísticos, só com o Tribuna da Chapada já são mais de 40 anos, este que tinha circulação de Seabra no centro da Chapada Diamantina até o Sul da Bahia.

Na política Everildo fundou o MDB e o PP em Macajuba, foi vereador de 1983 a 1989, em 2016 voltou a política sendo candidato a vice-prefeito com Edijonson Vieira.

Recentemente Everildo assumiu a assessoria de comunicação da prefeitura e foi muito elogiado pela imprensa local.

Everildo foi hospitalizado na quarta-feira, 27 de março de 2019 com suspeita de pneumonia e veio a falecer por volta de 4 horas da manhã de sexta-feira,29 de março de 2019.

Everildo tinha 70 anos e deixou 9 filhos, entre eles dois jornalistas, Carloline e Junior.

A ultima matéria escrita por Everildo foi uma homenagem ao saudoso Fernão, que será postada aqui no Blog Deixa Comigo Macajuba (DCM) no dia 02 de abril, dia em que completa 4 anos do assassinato do ex-prefeito.

Descanse em paz mestre:





Festa do Blog Deixa Comigo Macajuba(DCM) é dia 06 de abril, venha comemorar com a gente os nossos 8 anos

Comente com o Facebook:

Deposito de Bebidas São Bernardo

Bebidas, Gelo, Água, Carvão, Descartáveis e muito mais. Aberto todos os dias das 8:00 as 19 horas. Trabalhamos com evento, além de cerveja, frios.

Temos excelentes preços. Disque entrega: (74)9 99448708 Aceitamos cartão de credito e debito

Direção: Lais e Robson. AV. Frederico Costa, N 66. Centro, Macajuba BA

Publicidade Google

Arquivo do blog

Total de Visitas

Volte ao ▲ Topo