Blog Deixa Comigo Macajuba (DCM): Aula pública sobre os impactos da Reforma da Previdência e os cortes de investimentos na educação foi realizada em Macajuba chegando a sofrer represália

Ouça agora: Web Rádio DCM, A primeira rádio online de Macajuba, filiada a Rede Somzoomsat

quinta-feira, 16 de maio de 2019

Aula pública sobre os impactos da Reforma da Previdência e os cortes de investimentos na educação foi realizada em Macajuba chegando a sofrer represália

|    
O SINPROMA APLB SINDICATO juntamente com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Macajuba, a Associação Macajubense dos Agentes Comunitários de Saúde, a Rádio Capivari FM, a Associação de Bordadeiras e Costureiras, a Associação Comunitária de Iramaia, a Igreja Católica e o Blog Deixa Comigo Macajuba(DCM) realizaram nessa quarta-feira dia 15 de maio de 2019, uma aula pública sobre os impactos da Reforma da Previdência e os cortes de investimentos na educação, na Praça Dr. Castro Cincurá.O mesmo foi cheio de informações e também de jingles que chamaram a atenção da população macajubense.



No início, a organização do evento sofreu uma represália, onde o disjuntor que fornecia a energia para o carro de som foi desligado umas 3 vezes, interrompendo o uso do microfone, sendo necessário deixar uma pessoa do grupo vigiando o mesmo por um bom tempo. Após os organizadores se posicionaram contra a atitude, a situação foi resolvida.




Após a acolhida, foi dado início a aula pública, a qual foi ministrada pela advogada que presta assessoria jurídica para o SINPROMMA APLB SINDICATO, Dra. Denise da Mata. A mesma ressaltou sobre o fato de que todo poder emana do povo e que é mais do que necessário que as pessoas se conscientizem disso para lutar por seus direitos. Explicou sobre os pontos da reforma que prejudicam os mais pobres e frágeis e lembrou que todos devemos nos proucupar com o que acontece com o outro, pois todo ser humano merece uma vida digna. A advogada, ainda, desafiou a prefeita de Macajuba a comparecer a uma reunião em praça pública com ela para debater na frente de todos, os problemas da educação do município, informando ainda que a prefeita e sua equipe tem se recusado a dialogar com o sindicato. No final de sua explanação falou sobre os cortes de investimentos na educação pública brasileira feito pelo Presidente do Brasil Jair Bolsonaro.

 
Após a explanação de Dr. Denise foi aberto um espaço para perguntas ou colocações. Contamos com a participação de pessoas da comunidade, onde a professora Telma Machado fez um desabafo denunciado os maus- tratos que vem sofrendo: "Sou portadora de uma doença denominada LÚPUS. Já entreguei na Secretaria de Educação três relatórios médicos assinados pelo meu reumatologista pedindo o meu afastamento da sala de aula porque essa doença se desenvolve com stress. Mas nada foi feito até o momento. Tomo conta de 8 turmas de alunos por dia, o que chega a quase 400 alunos por semana. Estou sendo maltratada; sufocada. A Secretária de Educação nunca deferiu nem indeferiu meus relatórios. Apenas ignorou todos. Não vou me aposentar por invalidez, pois tenho 26 anos de professora e quero aposentar -me por tempo de serviço. Não vou dar essa ousadia. Vou correr atrás dos meus direitos". Em seguida a diretora do SINPROMMA pediu que os gestores sejam mais sensíveis e garantam o direito de readaptação da professora Telma.

 
Os vereadores Isack e Neto Macedo se fizeram presentes na aula pública.

Em seguida foi a vez dos parceiros do SINPROMMA APLB SINDICATO nessa luta contra a Reforma da Previdência.

 

O representante do Blog Deixa Comigo Macajuba, Cristiano Silva, disse ser contra a Reforma da Previdência e, que esta irá prejudicar a todos, mas principalmente aos pobres. Ficou indignado por saber que um funcionário da Prefeitura desligou a energia no momento da paralisação. Completou relembrando um fato semelhante, o qual aconteceu com ele, quando desligaram o refleitor da sua rua, no Povoado Nova Cruz. Falou que muitos professores do município estão sofrendo represálias. Disse ainda que ele conversou com um diretor de uma determinada escola, o qual lhe disse que os professores precisam ser mais responsáveis, pois está havendo muitos horários vagos em função das faltas de muitos deles. Então, Cristiano se posicionou dizendo que concorda com a colocação do diretor, mas deixou um questionamento: "Como a prefeita quer que, professores que "urram" ajam? Disse que a gestão de Macajuba está agindo pior do que o Presidente Bolsonaro. Finalizou sua colocação, agradecendo a iniciativa da categoria.

 

A representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Macajuba, Kácia Silene M. Macedo agradeceu a presença de todos em especial de Dr. Denise da Mata que ajudou aos presentes a entender melhor os impactos da Reforma da Previdência; que é uma reforma perversa que, se aprovada irá prejudicar toda a classe trabalhadora e, que muita gente ainda não tem noção do estrago que isso pode causar na vida de todos, negando a sua participação em um evento tão importante como este. Disse, ainda, que esperava que a partir de hoje, depois de todos os esclarecimentos feitos, que as pessoas entendessem mais e começassem a participar de todos os manifestos que houverem.


A representante da Associação Comunitária de Iramaia, Maria Socorro M. Lima falou sobre o golpe que foi instalado em nosso país, da crise em que estamos vivendo e da necessidade do povo se conscientizar e ir às ruas para protestarem. Relembrou dos protestos ocorridos em 2017, que na época o povo foi para as ruas e conseguiu barrar a Reforma e que agora não deve ser diferente. Contudo o povo está acomodado dentro de casa, questionou se era medo. Solicitou que os vereadores presentes promovessem essa discussão na Câmara com o povo e questionou a ausência da colega, agente comunitária e vereadora Vanda, no ato defendendo sua classe.


A representante da Rádio Capivari FM, Solange Mota, falou também em nome da Associação Beneficente e Cultural Padre Bernardo, salientando que como pessoas e entidades comprometidas com o bem comum, são contra a Reforma da Previdência e que a CPI mostrou que a Previdência não é deficitária, e que as pessoas estão cansadas de ver notícias tendenciosas a respeito do tema, muitas das quais defendendo o ponto de vista do mercado financeiro. Não por acaso, a proposta atual da Reforma prevê que nossa Previdência passe por um processo de capitalização. Em seguida convidou a todos para seguirem em frente, na luta pelos seus direitos.

A representante da Associação Macajubense dos Agentes Comunitários de Saúde, Evanuzia Jesus de Araújo, falou que teremos uma tarefa muito grande e desafiadora a partir de hoje, a de conscientizarmos toda população sobre os danos que trazem as reformas da Previdência e Trabalhista e, que nossa grande tarefa é desconstruírmos as mentiras bem contada que a Rede Globo e os grandes meios de comunicação nos mostram. Enfatizou que essa luta não é dela só, nem apenas dos sindicatos e associações, e sim de todos nós! Por isso devemos seguir em marcha até que todas e todos sejamos livres.

A representante da Associação de Bordadeiras e Costureiras, Miraci Brito, reforçou os prejuízos que a "desreforma" trará, pois a mesma, se aprovada, tirará o feijão, o arroz e a tripa das mesas dos pobres.

A representante da Igreja Católica Paróquia Santa Luzia e da Diocese de Ruy Barbosa, a Freira Suzanne Alves da Silva, colocou o pensamento das várias Igrejas que compõem o Conselho Nacional das Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC). Ainda afirmou que, enquanto organizações baseadas na fé cristã, as Igrejas acreditam que uma Reforma da Previdência só pode ocorrer se for para ampliar a justiça social para todas as pessoas. Excluir, jamais! Que não é compatível com o Evangelho de Jesus Cristo um projeto que maltrata o trabalhador e a trabalhadora e, por outro lado, deixe intocadas as classes mais abastadas- como funcionários públicos do alto escalão e militares.

Ao final deixou um recado do Bispo Dom André: "A Diocese já se posicionou contra a Reforma da Previdência e fé em uma grande manifestação em 2017. Nós não mudamos nosso pensamento nem posicionamento. Continuamos na defesa do direito, da justiça e do povo trabalhador de nossa região e de todo o Brasil. Paz e Bem!

O estudante Carlos Manoel Machado, aluno do Colégio Municipal José Pires, foi convidado para falar em nome dos demais estudantes. Falou que os alunos são contra a Reforma da Previdência e contra os cortes feitos na educação porque dessa forma eles estão tirando seus direitos. E que, como estudantes, os adolescentes e jovens não podem aceitar isso, pois no futuro terão que lutar por todo o povo brasileiro. O que estava sendo feito hoje, precisará ter continuidade para que eles não destruam tudo o que a gente construiu.

Durante toda a atividade a diretora do SINPROMMA APLB SINDICATO, Josete Macêdo, fez intervenções trazendo informações sobre a proposta de Reforma da Previdência e os cortes de investimentos na educação.

Em uma de suas falas a mesma também questionou o porquê dos vereadores, professores de Macajuba, não estarem presentes na aula pública, lutando, juntamente com a categoria da qual eles fazem parte, a favor do povo e contra a reforma e os cortes de investimentos na educação que tanto maltrata o povo pobre e trabalhador.



Publicidade

Comente com o Facebook:

Deposito de Bebidas São Bernardo

Bebidas, Gelo, Água, Carvão, Descartáveis e muito mais. Aberto todos os dias das 8:00 as 19 horas. Trabalhamos com evento, além de cerveja, frios.

Temos excelentes preços. Disque entrega: (74)9 99448708 Aceitamos cartão de credito e debito

Direção: Lais e Robson. AV. Frederico Costa, N 66. Centro, Macajuba BA

Arquivo do blog

Total de Visitas

Volte ao ▲ Topo