Blog Deixa Comigo Macajuba (DCM)




WEB RÁDIO DCM estamos em caráter experimental






quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Jogadores foram expulsos do Campeonato Municipal de Macajuba, comissão pode ter cometido uma injustiça e vereador criticou na Câmara.

|    

No jogo realizado pelo Campeonato Municipal de Macajuba entre as equipes do Engenho X Santa Luzia realizado no dia, 09 de setembro, Neném camisa 11 do Engenho acertou o cotovelo no rosto do jogador do Santa Luzia, Izael camisa 5, e o mesmo acabou revidando, ocasionando assim a expulsão dos dois jogadores, mas os jogadores foram expulsos do campeonato, ao invés de ficar apenas dois jogos suspensos.

O vereador Neto Macedo (PSB) se solidarizou com os jogadores e fez duras criticas a organização do Campeonato, durante o uso da tribuna na sessão de 20 de setembro de 2018, na opinião de Macedo, isso é injusto que não teve nada demais é coisa de futebol, “a organização do campeonato está querendo colocar as pessoas para ir para o mundo errado?” questionou o edil.


Vídeo com a fala de Neto Macedo:



O vereador e presidente da Casa Legislativa Ivanberg Pamponet, prometeu buscar informações a cerca do assunto, mas até o fechamento dessa reportagem ele ainda não se manifestou na Câmara.

Diante dos fatos, O Blog Deixa Comigo Macajuba apurou todas as situações.

Conversamos com Neném o jogador do time do Engenho, ele contou que foi uma cotovelada, coisas de futebol, que não houve nada além para os jogadores serem expulsos da competição.

Entramos em contato com Izael jogador do time de Santa Luzia.

Que disse que após a cotovelada do jogador do time do Engenho ele apenas empurrou e nada mais, que não houve xingamento com a arbitragem ou algo do tipo.

Marcelo São Leão, que é coordenador de esporte do município disse que não acompanhou o momento e por isso não quis falar sobre o assunto.

Nossa reportagem teve acesso ao regulamento do Campeonato municipal





Lendo atentamente, o que aconteceu com os jogadores não cabia exclusão do campeonato, uma vez que segundo eles não atrapalharam o andamento da competição, foi apenas lances de futebol.

Outro ponto que chama a atenção é que o analise seria através de vídeos e fotos, mas não existe nenhum cinegrafista filmando os jogos do Campeonato em 2018, apenas as câmeras do Bloges, entre eles O Blog Deixa Comigo Macajuba (DCM), mas não filma o jogo por completo, de acordo com Cristiano Silva, O Blog não tem nenhuma obrigação e por isso tira algumas fotos e filma alguns lances, apenas para valorizar os atletas e que o equipamento usado na cobertura dos jogos não está apto a filmar os 90 minutos completo.

Vale lembrar que a prefeitura de Macajuba, gastou 3 mil reais com a Saylon & Vídeo para filmar a inauguração da Academia da Saúde e o desfile, apenas para ficar guardada as fotografias, com exceção das fotos que foram cedidas para os Blogs, já o Campeonato que precisa ser guardada as filmagens a prefeitura não contratou a Saylon & Vídeo, como aconteceu em 2013, sobe a organização de André Guerra, onde todos os jogos do Campeonato foram filmados.

No futebol profissional, Sassá, Diogo Barbosa e Mayke foram julgados no dia 11 de outubro de 2018 pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), devido à confusão generalizada causada no fim de jogo entre Cruzeiro e Palmeiras, na semifinal da Copa do Brasil .

O STJD decidiu punir o jogador da Raposa, Sassá, com seis partidas de suspensão. O atleta não participou do primeiro jogo da final da Copa do Brasil, , contra o Corinthians no Mineirão. A volta, no próximo dia 17 de outubro também não teve participação do camisa 99.



Os laterais Diogo Barbosa e Mayke, do Palmeiras pegaram dois jogos de suspensão cada um. Apesar do Palmeiras não participar mais da Copa do Brasil, a punição é revertida para qualquer campeonato organizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O STJD considerou que o caso de Sassá foi mais grave e por isso a pena foi maior.



Comparando com as agressões entre a Copa do Brasil que é um campeonato profissional e o Campeonato amador, a punição dos jogadores no Campeonato Municipal de Macajuba está totalmente irregular e cabe uma analise por parte da comissão.





Publicidade:

Pneu foi colocado em estrada do São Joaquim no município de Macajuba e dificultou passagem de quem retornava de festa das crianças promovida por Luciano de Noé

|    


A senhora Sueli, que é da localidade do São Joaquim, entrou em contato com a redação do Blog Deixa Comigo Macajuba (DCM), ela agradeceu ao Blog pela postagem feita sobre o evento em homenagens as crianças no São Joaquim e aproveitou para pedir que O Blog levasse a publico um ato que ela disse que achou um absurdo e uma falta de humanidade, segundo ela, um pneu foi colocado no mata-burro, quando pessoas que retornava do evento em homenagem as crianças no ultimo domingo, 14 de outubro de 2018 na localidade do São Joaquim, se depararam com pneu na estrada, pensaram que poderia ser algum assalto, mas desceram do carro e retiraram o objeto.

O evento foi um dos que foram realizados em homenagens as crianças promovidos por Luciano de Noé, pré-candidato a prefeito de Macajuba.



Sueli que fez parte da organização da festa, acredita ter sido alguém com birra pela realização do evento, ela disse: “Peço essa pessoa que fez isso por que não foi pra o nosso meio se alegrar e não fazer maldade com o povo isso é coisa de gente baixo, gente ruim sem coração e sem espirito, como uma pessoa bota um pneu no mata-burro para prejudicar as pessoas, isso não está certo não” Finalizou e agradeceu ao Blog do Povo Macajubense pelo espaço.

(Foto: da festa no São Joaquim)

Publicidade:

Receita escrita por médicos em Macajuba dificulta farmacêuticos e vereador denuncia na Câmara

|    


Na sessão de quinta-feira, 11 de outubro de 2018, o vereador Isack Soares (PSD) levou a publico um assunto preocupando, a escrita da receita por alguns médicos em Macajuba, a falta de legibilidade nas letras tem deixado as Farmácias em situação complicada para despachar os remédios para os clientes.

Isack estava com algumas receitas nas mãos e chamou a atenção para o problema.

Vale lembrar que algumas Câmaras de Vereadores pelo Brasil, criaram leis que proíbem médicos escreverem em garranchos, o que pode ser feito pelo vereador Isack, com o apoio de todos os vereadores de Macajuba.
Segurança do paciente - O que diz a lei?
artigo 35 da Lei Federal nº 5.991, de 17 de dezembro de 1973, tornou obrigatória a escrita de forma legível das receitas médicas. Foi determinado que se o paciente tiver que recorrer a um farmacêutico para decifrar o que está escrito na receita, poderá formalizar uma denúncia no Conselho Regional da cidade contra o profissional. Conforme o texto, uma receita somente poderá ser aviada sob a seguinte condição: “...escrita a tinta, em vernáculo, por extenso e de modo legível, observados a nomenclatura e o sistema de pesos e medidas oficiais”.


Já o Código de Ética, de 2009, vedou ao médico receitar, atestar ou emitir laudos de forma secreta ou ilegível, sem a devida identificação de seu número de registro no Conselho Regional de Medicina da sua jurisdição, bem como assinar em branco folhas de receituários, atestados, laudos ou quaisquer outros documentos médicos”Se o profissional for denunciadoo CRM poderá adverti-lo, censurá-lo ou até mesmo cassar seu registro. É sempre importante relembrar que a prescrição é um dos objetivos da consulta médica e seu mau entendimento pode provocar riscos para o paciente. Um problema sério e que já resultou, em dados recentes, uma média assustadora de 7 mil mortes por ano.


legibilidade na prescrição médica também é de fundamental importância, pois implica diretamente no sucesso da internação hospitalar. Caso a receita médica não estiver corretamente redigida ou preenchida conforme as determinações do Conselho Federal de Medicina, os pacientes poderão ser prejudicados em seu tratamento. É recomendado que as receitas médicas devem ser entendidas e respeitadas por todos os profissionais de saúde, sendo que, ao médico, cabe o papel principal de dar o exemplo.

 Veja o vídeo com a fala do vereador Isack na integra 


Publicidade:

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Vereador falou da falta de acessibilidade para pessoas com deficiência nos locais de votação do distrito de Nova Cruz no município de Macajuba

|    


Na sessão de quinta-feira, 11 de outubro de 2018, o vereador Isack Soares (PSD) falou de um assunto interessante que foi a falta de acessibilidade nos prédios de votação no distrito de Nova Cruz, Isack, chamou a atenção da atual gestão e comentou que teve cadeirantes que teve que entrar pelos fundos.

O vereador Ivanberg Pamponet atual presidente da Câmara comentou sobre a fala do vereador Ivan falou que Colégio Estadual também não tem rampa de acessibilidade e disse que não quer isentar o município de sua responsabilidade sobre acessibilidade, segundo ele não viu na campanha eleitoral manifestações sobre o assunto e que as pessoas deficientes são uma minoria e que não se ver uma defesa pela minoria, Ivan disse que não ver de um governo que está há 16 anos no poder escolas com qualificações e adequações para os cadeirantes.

Vale lembrar que durante a entrevista com a juíza eleitoral Dra. Marcela França Pamponet Cristiano Silva que é cadeirante falou sobre o assunto, o comunicador mandou um email para a prefeitura, mas teve um problema no envio.

O email enviado antes da eleição por Cristiano Silva para a prefeitura diz:

Senhores responsáveis pelo executivo de Macajuba, venho por meio desse solicitar que seja feito reparos em duas lombadas, onde tem rampas danificadas, na Rua Mariano Vieira em Nova Cruz, onde tenho tido dificuldades em passar com minha cadeira.

Reitero que uma das lombadas é em frente a creche Ana Araújo, onde da acesso ao local onde eu voto.



É do meu conhecimento que nossa cidade tem evoluído em acessibilidade, mas muita coisa precisa ser feita.

Por diversas vezes tenho passado constrangimentos em festas publica ao fazer necessidades fisiológicas pelo fato da cadeira não entrar no banheiro.



Entendo que a cadeira motorizada foi criada para da mais liberdade ao cadeirante e por isso necessitamos de ruas acessíveis.



Sei que existe um processo licitatório para estes serviços, mas para evitar acidentes ou algo do tipo, solicito que a prefeitura aja em caráter de urgência nessas lombadas, pois é também caminha da igreja Católica no qual sempre frequento.



Se a prefeitura ainda não está apta a fazer o serviço por questões burocráticas, pelo menos nos autorize que pagamos a manutenção do local.



A Lei nº 10.098 de 19/12/2000 nos garante esse direito a acessibilidade, aguardo a resposta para que não seja necessário uma divulgação na imprensa e medidas cabíveis perante a lei, uma vez que recentemente a cadeira emperrou na rampa quebrada e por pouco não levei um tombo, tenho testemunha.



Já passamos o caso para o fiscal de Nova Cruz, também para o vereador Allison Santana, que me informou que existe um projeto para melhoria dessas ruas, mas, no entanto isso tem cerca de 2 meses.

Irei comunicar também a juíza eleitoral desta Comarca, pois a acessibilidade deve ser garantida nas eleições.



Segue as fotos do estado precário que se encontra a rampa.



Macajuba 01 de outubro de 2018.



Cristiano Bastos da Silva cidadão deste município, portador da deficiência Osteogênese Imperfeita (Ossos de Vidro)



Ouça entrevista com a juíza:



Veja o vídeo com a fala do vereador Isack:


O email foi reenviado novamente para a prefeitura na tarde desta terça-feira, 17 de outubro de 2018



Publicidade:

Deposito de Bebidas São Bernardo

Bebidas, Gelo, Água, Carvão, Descartáveis e muito mais. Aberto todos os dias das 8:00 as 19 horas. Trabalhamos com evento, além de cerveja, frios, alimentos você também encontra o delicioso picolé.

Temos excelentes preços. Disque entrega: (74)9 99448708 Aceitamos cartão de credito e debito

Direção Lais e Robson AV. Frederico Costa, N 66. Centro, Macajuba BA

Arquivo do blog

Total de Visitas

Volte ao ▲ Topo