segunda-feira, 9 de julho de 2018

O lado sombrio dos festejos juninos 2018 de Macajuba que ninguém divulgou, mulher teve barraca retirada após 12 anos por perseguição politica



Aquilo que eles tentam esconder O Blog Deixa Comigo Macajuba(DCM) mostra pra você, quem não lembra da barraca da senhora Rilsa de Nova Cruz, que fazia parte das festas juninas na Praça de Eventos há mais de 12 anos, para a surpresa de todos esse ano de 2018, a barraca que era uma das mais conceituadas da festa não estava ali no local, que era bem próximo ao fluxo de gente em direção ao palco, isso por que as vésperas das festas Rilsa recebeu a informação de que sua barraca teria que ser colocada em outro local e sabe onde bem perto dos banheiros da Praça de Eventos.

Revoltada Rilsa não colocou barraca como acontece todos os anos e o motivo disso nada mais nada menos do que perseguição política, o motivo seria simplesmente por que a dona da barraca e familiares são opositores a atual gestão.

No lugar da barraca da senhora Rilsa foi colocada uma outra barraca.



Estamos a disposição da equipe da prefeitura de Macajuba para qualquer esclarecimento.

De acordo com a Constituição Brasileira, todo cidadão deve ter os mesmos direitos, em tese, configura improbidade administrativa.





Publicidade do Google
O Espaço para comentar a matéria está logo abaixo: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog Deixa Comigo Macajuba (DCM).

Projeto Macajuba no Tatame esteve presente na VI Etapa do Campeonato Baiano de Jiu-Jitsu no Ginásio de Lauro de Freitas

(Fotos e vídeos cedidas pela organização do projeto)
Nesse domingo (08/07), ocorreu a VI Etapa do Campeonato Baiano de Jiu-Jitsu no Ginásio de Lauro de Freitas. 



O Projeto Macajuba no Tatame esteve presente, esse foi o primeiro campeonato dos alunos. 


A juventude macajubense lutou com garra, persistência e mostrou que a vitória é consequência de muito treino, esforço e dedicação. Eles representaram de forma brilhante o município de Macajuba!

Participaram do evento: Yana Santos de Almeida, pré-mirim meio pedado, medalha de ouro; Lucas Cintra de Oliveira, mirim leve, medalha de ouro; Igor da Silva Bispo, mirim pena, medalha de ouro; Itálo Oliveira da Costa, infanto juvenil galo, medalha de prata; Alenkar de Almeida Matos, infantil galo; Kauã Freitas da Silva, infantil pena; João Pedro Bispo Dutra, infantil leve; Diany Santos de Almeida, infantil superpesado; Henrique da Silva Machado, infanto juvenil médio; Wesley Almeida Araújo, adulto pluma.


Os instrutores também lutaram: Valquíria Albergaria medalha de ouro na categoria adulto pena e Paulo Macedo medalha de ouro na categoria adulto médio.



O Projeto Macajuba no Tatame, vinculado à Secretária de Educação, é apoiado e incentivado pela Prefeitura de Macajuba. As aulas são ofertadas de forma gratuita, às terças e quintas-feiras (manhã e tarde).



Veja os vídeos com os melhores momentos:




Publicidade do Google
O Espaço para comentar a matéria está logo abaixo: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog Deixa Comigo Macajuba (DCM).

Secretaria de Saúde de Macajuba explica sobre informação de estar na lista do Ministério da Saúde que descredenciou 784 Unidades de Saúde da Família na Bahia



Na última terça-feira.03 de julho de 2018, uma matéria cricrilou nos principais veículos de comunicação da Bahia, conteúdo diz: O Ministério da Saúde descredenciou 784 Unidades de Saúde da Família que seriam implantadas na Bahia.

A portaria 1.717, do dia 12 de junho, suspendeu o credenciamento das unidades por descumprirem o prazo para cadastramento no Sistema Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde. 


Ao todo, 162 municípios baianos deixarão de receber o investimento na lista aparece também Macajuba.

Das 784 unidades, 67 ficam em Ilhéus, 61 em Salvador, 46 em Feira de Santana, 34 em Itabuna e 23 em Alagoinhas, dentre outros municípios.

Dentre os projetos, alguns sequer saíram do papel antes do fim do prazo. Para cada Equipe de Saúde da Família, o Ministério da Saúde destina R$ 128.340,00 por ano, enquanto o Estado da Bahia destina R$ 18.000,00 para o mesmo período.

Na tarde desta, segunda-feira, 09 de julho de 2018, O Blog Deixa Comigo Macajuba(DCM) entrou em contato com a secretaria de saúde de Macajuba e conversamos com a coordenadora Luciene Sampaio, que explicou que não houve nenhum descredenciamento das 4 unidades que estão funcionando, nossa produção teve acesso a uma nota enviada pela Secretaria de Saúde do município explicando.


O Conasems e Conass esclarecem que o descredenciamento de equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF), conforme Portaria Nº 1.717/2018, refere-se àquelas equipes que os gestores habilitaram na CIB e encaminharam para credenciamento no Ministério da Saúde e que, até hoje, não foram implantadas.

De acordo com as normas vigentes, após a publicação da portaria de credenciamento das equipes, a gestão municipal deverá cadastrá-las no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde (CNES), num prazo máximo de 4 (quatro) meses, sob pena de descredenciamento.

O Ministério da Saúde deverá suspender os repasses dos incentivos às equipes da ESF ainda nas seguintes situações:

I – inexistência de unidade básica de saúde para o trabalho das equipes;

II – ausência, por um período superior a 60 dias, de qualquer um dos profissionais que compõem a equipe mínima, com exceção dos períodos em que a contratação de profissionais esteja impedida por legislação específica;

II – descumprimento da carga horária mínima prevista para os profissionais das equipes;

IV – ausência de alimentação regular de dados no Sistema de Informação da Atenção Básica vigente.

A suspensão será mantida até a adequação das irregularidades identificadas.

No caso específico da portaria Nº 1.717/2018, o descredenciamento se deu exclusivamente por falta de cadastramento no CNES, podendo o município solicitar credenciamento a qualquer tempo.

Afirmamos ainda que os recursos destinados às tais equipes não estavam sendo repassados aos municípios, mas por estarem orçados, impediam sua reprogramação para novas equipes a serem credenciadas.



Brasília, 04 de julho de 2018.



A nota foi divulgada no site do CONASS Conselho Nacional de Secretários de Saúde. 


Em nome dos nossos internautas agradecemos a Luciene Sampaio e todo pessoal da Secretaria de Saúde pelo esclarecimento.


(Foto: Arquivo Blog Deixa Comigo Macajuba(DCM)

Publicidade do Google
O Espaço para comentar a matéria está logo abaixo: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog Deixa Comigo Macajuba (DCM).

Rua de Macajuba onde mora dois ex-prefeitos e 4 ex-vereadores esta escura há 8 meses e na região do Pombal a mesma situação se repete.



A Rua onde mora o ex- prefeito Tarciso e a ex- prefeita Diana, já tem mais de 8 meses no escuro, segundo os moradores o responsável pela iluminação pública tem conhecimento e nada faz.

A Rua Dilson Lopes Pamponet, além de morar os dois ex-prefeitos, moram 4 ex-vereadores Rui, Zé Amorim, Luciano de Noé e Dagoberto. O assunto já foi abordado na Câmara de Vereadores.



Já na região do Pombal, o internauta diz: “olá Cris boa tarde a iluminação da que dos postes estão queimadas as lâmpadas de frente das casas aqui no pombal a gente já falou com o Gil que e o responsável e não troca as lâmpadas está muito escuro.”




Em Nova Cruz foi feito um reparo em algumas lâmpadas, mas duas lâmpadas na Rua Deraldo Martins que está com problema há vários meses não foram substituídas.



O responsável pela iluminação pública vem sendo alvo de muitas críticas e existe muitos populares e até aliados da atual gestora pedindo a saída dele, isso por que o responsável tem tirado o direito de algumas pessoas de usufruir da iluminação pública que é um direito garantido por todos, com uma política arcaica, o profissional que está na boca do povo por tratar os munícipes mal chegou a deixar ruas onde moram blogueiro, vereador e até ex-prefeito no escuro, retirando refletores em perfeito estado.

Pessoas ligadas a própria gestão dizem que a prefeita atual, não está satisfeita com algumas atitudes do responsável pela iluminação pública.


De acordo com a Constituição Brasileira, todo cidadão deve ter os mesmos direitos, com isso a retirada dos refletores de algumas ruas deixando as pessoas no escuro, em tese, configura improbidade administrativa, fica o aguardo de providencias cabíveis pelo MP da Comarca de Ruy Barbosa, onde já tem um abaixo assinado.




Publicidade do Google
O Espaço para comentar a matéria está logo abaixo: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog Deixa Comigo Macajuba (DCM).

Publicidade Google

Publicidade Google