segunda-feira, 16 de julho de 2018

Mais um motociclista perde o controle na lombada da Vila Santa, estrada Nova Cruz a Macajuba



Nesta segunda-feira, 16 por volta das 15:40 um casal de Nova Cruz que estava em uma motocicleta por pouco não sofreu um grave acidente na famosa lombada dos acidentes que fica na Vila Santa estrada que liga Nova Cruz a Macajuba.

A mulher que pediu para não ter o nome divulgado, contou ao Blog Deixa Comigo Macajuba(DCM) que estava se deslocando até Macajuba para fazer um procedimento de saúde, foi quando o seu companheiro esqueceu da existência da lombada e perdeu o controle da moto, ela conta que teve alguns hematomas na perna e chamou a atenção das autoridades para a demolição da lombada, ela ressalta que pode acontecer algo pior.

Depois de muitas criticas da população a Lombada foi sinalizada, mas o tamanho continua irregular.

Saiba como deve ser uma lombada para cumprir o código brasileiro de transito.


Não basta simplesmente juntar o material necessário e construir uma lombada, a implantação da ondulação transversal na via pública dependerá de autorização expressa da autoridade de trânsito (diretor/presidente do órgão de trânsito) com circunscrição sobre a via.

Existem dois tipos de lombadas, o Tipo A e o B. O primeiro pode ser instalado em locais onde há a necessidade de limitar a velocidade máxima para 30 km/h em rodovias de trechos urbanizados, nas vias urbanas coletoras e locais, que são em regra, de baixo movimento. O segundo tipo pode ser instalado em via urbana local, cuja intenção seja reduzir a velocidade para 20 km/h, desde que não circulem linhas regulares de transporte coletivo de passageiros.

Se a lombada for implantada próxima a um cruzamento, deve ser respeitada uma distância mínima de 15 metros do alinhamento do meio-fio ou da linha de bordo da via transversal. A lombada do Tipo A deve ter de 8 a 10 cm de altura e 3,70 m de comprimento, enquanto a do Tipo B deve ter de 6 a 8 cm de altura e 1,5 m de comprimento. Em ambos os casos a largura é igual à da pista.

Além disso, existe a obrigatoriedade da sinalização, ou seja, deve haver no local as placas de Velocidade Máxima Permitida, duas de Saliência ou Lombada, sendo uma antes da ondulação transversal e outra com seta de posição junto à ondulação, que deverá ser pintada totalmente ou com faixas intercaladas na cor amarela.

É terminantemente proibida a utilização de tachas, tachões e dispositivos similares aplicados transversalmente à via pública. São aqueles famosos “tijolinhos” amarelos que por vezes são utilizados em substituição à lombada.

Depois de um ano da implantação da ondulação transversal a autoridade com circunscrição sobre a via deve avaliar o seu desempenho por meio de estudo de engenharia de tráfego, devendo estudar outra solução de engenharia quando não for verificada a sua eficácia.

Percebam a complexidade para se instalar algo relativamente simples na via, que tem por objetivo a redução de acidentes. Como disse no início do texto, o problema é a forma como a lombada é construída, tornando-se muitas vezes um verdadeiro obstáculo a se transpor.

Há casos em que populares constroem a lombada e pela falta dos requisitos técnicos e da devida sinalização podem ocorrer acidentes e obviamente aqueles que a colocaram indevidamente o obstáculo serão responsabilizados. Da mesma forma acontece com alguns órgãos de trânsito que respondem objetivamente por eventuais danos causados aos cidadãos (art. 1º, § 3º, do CTB), bem como secretarias municipais de obras ou de infraestrutura que no ímpeto de ajudar a evitar acidentes implantando uma lombada acabam construindo um “quebra molas” que no fim das contas vai acabar quebrando alguns ossos.


GLEYDSON MENDES - Acadêmico de Direito, Professor de Legislação de Trânsito do LM Cursos e da Personal Drivers, autor do livro “Noções Básicas de Legislação de Trânsito”, criador e colaborador da página Sala de Trânsito.



Publicidade do Google

Exclusivo: Após denuncia, Blog apurou e flagrou barracas da feira livre de Macajuba onde é colocadas frutas e verduras estão sendo guardada no meio de fezes.

(Fotos: Produção do Blog Deixa Comigo Macajuba(DCM)
O Blog Deixa Comigo Macajuba(DCM) recebeu uma denuncia de que as barracas da feira livre de Macajuba, onde vende frutas e verduras estavam sendo guardadas em um local com muita falta de higiene, onde existe até fezes.


Nesta segunda-feira, (16) de julho de 2018, nossa produção apurou e flagrou que realmente a falta de higiene existe, onde nas imagens feitas pela nossa equipe mostra algumas fezes.


O lugar parece ter sido limpo para colocar as barracas, mas talvez por não tiver uma proteção, as pessoas continuam fazendo necessidades no local, onde tem até escrito em alguns muros próximos que é proibido mijar.



Com a palavra a vigilância sanitária do município, isso pode barracas onde é depositadas frutas e verduras na feira livre está nessa total falta de higiene? 


Publicidade do Google

Silvaldo Transporte estará fazendo lotação de Macajuba para a micareta de Baixa Grande nesta segunda-feira (16)



A ultima noite da micareta de Baixa Grande nesta segunda-feira, 16 de julho de 2018, promete muitas emoções e Sivaldo Transporte estará fazendo lotação a partir das 20:00 (oito) saindo de Macajuba.

Passagem ida e volta R$ 15,00 (quinze reais). A atração mais esperada da noite é Bell Marques.




Publicidade do Google

Cratera em estrada na região da Iramaia zona rural de Macajuba colocam em risco vida de crianças que trafegam em transporte escolar



As melhorias feitas pelas maquinas da prefeitura de Macajuba em varias estradas do município ainda não chegou à região da Iramaia, próximo a Fazenda Ouro P.

A redação do Blog do Povo Macajubense, recebeu na manhã desta segunda-feira, 16 de julho de 2018, imagens e a informação de moradores que esperam desde janeiro de 2018 pela recuperação da estrada que foi danificada pelas chuvas.



Ainda de acordo com o internauta, na estrada passa uma topic que transporta alunos, o que pode ser perigoso por causa da cratera.

A estrada vai sentido a torre da telefonia de celular e no trajeto estuda crianças de 4 a 6 anos, que viaja no transporte em uma estrada com crateras enorme.




Entramos em contato com prepostos da prefeitura de Macajuba, que disse que as maquinas não tem parado nos últimos meses recuperando estradas e que irá sim até a estrada citada para fazer a recuperação.


Publicidade do Google

Atrasadinha: Macajuba está entre as 6 cidades da região do Piemonte do Paraguaçu que não enviaram as leis para o Consórcio Público



Dia 10 de maio de 2017, na cidade de Boa Vista do Tupim, os Prefeitos dos dez municípios presentes assinaram o protocolo de intenções de adesão à criação do Consórcio Público do Território Piemonte do Paraguaçu.



Estiveram presentes na reunião dez dos trezes municípios que poderão aderir ao consorcio. Foram eles Edmundo representando o prefeito Marcos de Lajedinho, Murilo vice prefeito de Macajuba, o prefeito de Ruy Barbosa Cláudio Serrada, Dinho prefeito de Boa Vista do Tupim, Ivan prefeito de Ibiquera, Ricardo Mascarenhas prefeito de Itaberaba, Luciano Secretário de Administração de Tapiramutá, Ninho Fubá Secretario de Piritiba, Guto Trindade representando o prefeito de Mundo Novo e Nalvinho prefeito de Rafael Jambeiro, vereadores a exemplo de Everaldo Macedo de Macajuba, lideranças e representantes do governo do estado .

Quando o Governador Rui Costa esteve em Macajuba em maio de 2018, explicou a importância do consorcio para os municípios receberem equipamentos do Estado.

Cerca de um ano depois da criação do consórcio a lei se que passou pela Câmara de Vereadores de Macajuba.

Na quinta-feira dia 12 de julho de 2018, os representantes dos municípios de Iaçu e Boa Vista do Tupim para discussão do Estatuto do Consórcio Público do Piemonte do Paraguaçu.



Dos seis municípios que aprovaram as suas leis, 50% estavam presentes e foi acompanhado pela Fabiana da SEPLAN - Secretaria de Planejamento do Estado – BA.



Rafael Jambeiro, Ibiquera e Piritiba não estiveram presentes, mas assim como Ruy Barbosa, Iaçu e Boa Vista do Tupim, estão em acordo com o Estatuto e em breve será homologado.


O que é Consórcio Público


Consiste na união entre dois ou mais entes da federação (Municípios, Estados e União), sem fins lucrativos, com a finalidade de prestar serviços e desenvolver ações conjuntas que visem o interesse coletivo e benefícios públicos.

 




Publicidade do Google

Informe da direção do Colégio Estadual Carlito de Carvalho, a partir desta segunda-feira (16) as aulas da noite estão suspensas, saiba mais.



“Atenção, prezados colegas, venho comunicar que a partir desta segunda-feira, 16 de julho de 2018 nosso Colégio estará funcionando apenas nos turnos diurnos: matutino e vespertino”. Infelizmente, a rede elétrica teve de ser interrompida para fins de regularização da mesma.

Peço a todos para passar esta informação para nossos alunos e colegas do noturno.

“Abraços.”

Este comunicado foi divulgado pela direção do Colégio Estadual Carlito de Carvalho, assim que as aulas se normalizarem estaremos divulgando aqui no Blog do Povo Macajubense.





Vale lembrar que esse é mais um obstáculo do Colégio Estadual de Macajuba, que está sem merenda a cerca de 2 meses e os alunos ainda aguardam a farda escolar de 2018.

A direção da escola ainda chegou divulgar uma nota sobre uma burocracia enfrentada para a regularização da merenda em pelo menos uma semana, mas lamentavelmente isso já tem mais de um mês.


Documentação já foi registrado e entregue no Banco do Brasil e está aguardando eles agora para podermos comprar a merenda.

Com a palavra a secretaria de Educação do Estado.


 

Publicidade do Google

Publicidade Google

Publicidade Google