Deixa Comigo Macajuba: O que é uma crise de identidade ( e como saber se você está tendo uma)

Publicidade Google

Ouça ao vivo Web Rádio DCM

Publicidade Google

Ouça a matéria em áudio

quarta-feira, 10 de julho de 2019

O que é uma crise de identidade ( e como saber se você está tendo uma)

|    
É atribuída a quem está em plena adolescência, a quem se divorcia ou a quem perde um trabalho. O conceito de crise de identidade parece valer para tudo que soe incerto e melancólico. Mas realmente existe como problema psicológico? Diversos especialistas nos dão as pistas para compreendê-lo.

O termo deriva das crises evolutivas —as que marcam cada etapa da vida rumo à maturidade— sobre as quais falavam especialistas como Erich Fromm, psicólogo social, e Erik H. Erikson, psicanalista e autor de obras como Identidade, juventude e crise, apesar de na verdade pertencer mais ao senso comum do que às consultas e manuais de diagnóstico, como o DSM-5 (Manual de Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, onde não aparece). Laura Morán, psicóloga e terapeuta, define como “conceito de rua” e explica que, apesar de não serem oficiais, “esse tipo de termo serve para que o paciente possa comunicar crises vitais como, por exemplo, o desconhecimento do rumo de suas vidas”.

As crises de identidade ou existenciais se referem a um momento de mudança que, afirma Morán, “pode ser marcado pela própria pessoa ou por uma circunstância externa”. Tratam-se de situações que “produzem incerteza e ansiedade, mas também dão oportunidades”, acrescenta. Normalmente, se relacionam a momentos importantes da vida, como relações de casal, filhos, trabalho ou saúde, afirma o psicólogo clínico Jorge Barraca: “É uma reformulação dos temas vitais, apesar de a crise partir de uma questão concreta, algo negativo como uma separação afetiva ou um problema de saúde, ou algo positivo como uma mudança de casa, uma viagem ou o nascimento de um filho. A identidade é dada pelo contexto em que se encontra a pessoa em diferentes planos, e se trata de um questionamento geral diante das mudanças”.

Não é um transtorno nem uma desordem, mas pode levar a eles


“O aspecto mais característico é a introspecção”, continua Barraca. São episódios nos quais se pode perder o contato com o mundo externo ao afundar em pensamentos e sentimentos próprios que lembram o passado ou sentir ansiedade e angústia quando se olha para o futuro.

Há sentimentos intrínsecos a esse tipo de crise —como a melancolia, a frustração e a desconexão do mundo— que podem lembrar a depressão, mas não devem ser confundidos. “A depressão pressupõe problemas de sono, de apetite, anedonia —a incapacidade de sentir prazer—, dificuldade de concentração, falta de energia que se traduz em dores musculares ou de cabeça sem correspondência orgânica, e irritação. É muito mais ampla e afeta o comportamento da pessoa, que custa a enfrentar a vida, depois de um luto ou perda de trabalho, evitando as coisas que a prejudicam e escorrendo pela espiral depressiva”, afirma o psicólogo.

O problema das crises de identidade, explicam os especialistas, não está nos pensamentos ou sentimentos em si, mas em prender-se a eles e fazer rodeios demais: “Pode ser contraproducente”, afirma Barraca, e Morán acrescenta que se não for superado pode derivar em depressão, “quando a situação perdura e não há avanços nem respostas”.

Apesar disso, os especialistas deixam claro que as crises de identidade não são nem um transtorno, nem uma desordem. Eparquio Delgado, psicólogo geral de saúde, divulgador e autor de Los libros de autoayuda ¡Vaya Timo! (sem tradução para o português, em tradução livre seria: Livros de autoajuda, que engodo!), adverte que o termo na realidade “não define nada concreto e é um exemplo da patologização da normalidade. Qualquer coisa parece um transtorno, mas na verdade a crise de identidade não existe como diagnóstico, é uma circunstância vital”.

Esqueça as frases de autoajuda 

O que não quer dizer que não se possa receber ajuda profissional. “Ir ao psicólogo serve para adquirir ferramentas que serão úteis na vida”, aponta Morán, que acrescenta que “as pessoas que estão vivendo uma crise de identidade não costumam ter muito claro por que se sentem mal” e lembra o caso de uma paciente que foi à terapia porque estava traindo seu marido: “Nunca tinha acontecido e não entendia o que se passava. Gostava do companheiro, mas ele pedia que tivessem um filho. Ela achava que também queria, mas não tinha certeza. Então identificamos que a infidelidade lhe serviu para romper esse padrão estabelecido que a sociedade lhe impunha por estar na casa dos trinta anos”.

Para superar a crise não vale recorrer a frases de autoajuda como “a felicidade está em você” ou “se quiser, você consegue”. Em alguns casos é necessário um processo de aceitação no qual a pessoa consiga assumir que não é capaz de conquistar seu objetivo ou meta de vida. Em outros, a terapia tenta apontar o caminho para reconduzir a vida da pessoa. “O trabalho em consulta pode focar em romper um monte de preconceitos. A terapia consiste muitas vezes em colocar os ladrilhos amarelos do Mágico de Oz para mostrar onde quer chegar. O paciente sabe onde quer ir, mas não sabe como”, explica a psicóloga.


“É preciso trabalhar o enraizamento no presente, mover-se, fazer coisas, conviver com as pessoas. Ligar-se ao presente é o que dará uma resposta à crise”, acrescenta Barraca, que diz também que em muitas ocasiões “a resposta está fora da pessoa e chega de forma natural, não com a obsessão de encontrá-la”, conclui.






















Publicidade
25 Sabores: Abacaxi/ Abacaxi com hortelã/Açaí/Acerola/Cacau/Caju/ Cajá/ Cupuaçu/Graviola/Goiaba/Manga/Mangaba/Maracujá/Morango/Tamarindo/Tangerina/Umbú/ Uva. Polpas de 100gr é 1kg.

Comente com o Facebook:

Deposito de Bebidas São Bernardo

Bebidas, Gelo, Água, Carvão, Descartáveis e muito mais. Aberto todos os dias das 8:00 as 19 horas. Trabalhamos com evento, além de cerveja, frios.

Temos excelentes preços. Disque entrega: (74)9 99448708 Aceitamos cartão de credito e debito

Direção: Lais e Robson. AV. Frederico Costa, N 66. Centro, Macajuba BA

Publicidade Google

Arquivo do blog

Total de Visitas

Volte ao ▲ Topo