sábado, 25 de maio de 2019

Amizade colorida: é possível dar certo?



Você já se perguntou o que é amizade colorida? Você pode até não saber o que é, mas talvez já tenha passado por essa situação.
Então vamos lá, chama-se de amizade colorida aquela amizade que não necessariamente é apenas uma relação entre amigos comum, é um pouco mais do que isso, mas não chega a ser um namoro. Não é um nem outro.
Para exemplificar melhor, sabe aquele seu amigo ou amiga que você vê de vez em quando, mas sempre que encontra acaba rolando algo a mais e, mesmo assim, você continuam sendo amigos? Se identificou? Então, isso é uma amizade colorida.
Mas o que significa amizade colorida?
Geralmente a amizade colorida significa uma relação entre duas pessoas que claramente se identificam como amigos, mas também acabam sentindo atração física uma pela outra. Diferente de um namoro, a amizade colorida não apresenta um laço de afetividade romântica, ou seja, você gosta da pessoa, se sente atraído (a) por ela, mas a vê apenas como amigo (a), não existe uma paixão envolvida.
Amizade colorida pode acabar com a amizade? 
Sim e não. Uma amizade colorida pode durar anos, até que um dos dois envolvidos acabe encontrando uma pessoa para namorar e depois a amizade continua normalmente ou pode durar até um se apaixonar pelo outro.
Vamos esclarecer melhor! É claro que entende-se que uma amizade colorida seja um acordo entre amigos, um acordo de que não existe ali um sentimento romântico e que aquela relação é apenas uma amizade com “benefícios físicos”.
Entretanto, nunca escolhemos por quem nos apaixonamos e é muito fácil se apaixonar por alguém que você gosta, considera seu amigo e ainda por cima possui características físicas que te atraem. Pode-se até mesmo dizer que essa é a receita perfeita para um romance, né?!
Como dissemos anteriormente, sentimentos são imprevisíveis e você ou a outra pessoa podem se apaixonar a qualquer momento, é aí que a amizade pode sofrer as consequências. Quando uma pessoa ama, ela geralmente cria expectativas para que aquela amizade colorida se torne algo a mais, como um namoro. Porém, se o sentimento não é recíproco, essas expectativas podem levar a frustração, pois aquilo que a pessoa espera nunca acontece. Cobranças podem começar a surgir do lado apaixonado em relação à outra pessoa e a relação de amizade pode se desgastar até que acabe.
Amizade colorida pode virar namoro?
Novamente: sim e não. Existem inúmeros casos de amizades coloridas que se transformaram em namoro, afinal, a maneira mais eficaz de encontrar um (a) namorado (a) é procurando uma pessoa que você goste e que te atraia fisicamente, só é preciso que a paixão desenvolvida seja recíproca e, nesse caso, pode virar namoro, sim. Do contrário, vai ficar só na amizade mesmo, migs.
Dica: se você está em uma amizade colorida e percebe que está se apaixonando pelo seu amigo (a), fique atenta (o)! Está na hora de conversar com a outra pessoa para descobrir se ela também se sente como você. Se sim, então provavelmente é namoro na certa (arrasou), mas, se não, é melhor cancelar os “benefícios” da amizade colorida antes que você se machuque e a amizade de verdade seja perdida, ok?!
© Unsplash Amizade colorida



Publicidade

The Fest Colors, é hoje!


Festa organizada pelos alunos do 3° ano do Colégio Estadual Carlito de Carvalho acontece neste sábado (25), na praça Dr. Castro Cincurá, a partir das 19:00h.

Festa com som automotivo, e será proibido vendedores ambulantes no local da festa.



Publicidade

“O Deixa Comigo Macajuba tem que continuar sendo chamado de blog, em time que está ganhando não se mexe e a sigla DCM só deve ser usada para a Web Rádio” diz diretora financeira



Entre algumas mudanças que vem surgindo para o segundo semestre de 2019 na empresa de comunicação Deixa Comigo Macajuba era uma possível mudança no nome, onde surgiu a possibilidade de tirar a palavra Blog, já que algumas mídias evita o termo Blog para não parecer um canal pessoal, mas essa mudança foi descartada pela diretora financeira do Deixa Comigo Macajuba, Bernardete Bastos, ao ser argumentada pelo coordenador Cristiano Silva, ela disse “O Deixa Comigo Macajuba tem que continuar sendo chamado de blog, em time que está ganhando não se mexe e a sigla DCM só deve ser usada para a Web Rádio”

Na opinião dela o público já acostumou chamar de Blog e lembrou que a forma de chamar não vem ao caso, alguns chamam de portal, outros de site e até de jornal, principalmente os macajubense que moram em SP.

A diretora financeira do Blog ainda argumentou que a sigla DCM deve ser evitada pois existe um Blog em São Paulo com a mesma sigla, apesar do nome ser diferente, mas quando digita no google a palavra DCM só vai aparecer o site de São Paulo e não o Deixa Comigo Macajuba de Macajuba na Bahia, ela ressalta que a sigla DCM só deve ser usada para a Web Rádio DCM que é uma rádio via a internet da empresa Deixa Comigo Macajuba, já que se digitar no google Web Rádio DCM irá aparecer o aplicativo da rádio.

A sigla DCM pode ser usada por internautas que preferir abreviar, mas não é ideal o Blog usar a não ser pra falar da Web Rádio DCM.



Vale lembrar que o Deixa Comigo Macajuba agora conta com duas jovens que terão seus nomes divulgados em uma matéria no início de junho, além de Max que continua com serviço de filmar eventos e editar vídeos.




Publicidade

Comunicador de Macajuba está sob recomendação médica por causa de calázio nos olhos, saiba o que isso?

Comunicando com o povo macajubense há mais de 10 anos, sendo que há 8 anos está a frente do Blog Deixa Comigo Macajuba, recentemente Cristiano Silva, vem tendo um desconforto, isso por que alguns calázios como é chamado pelos oculistas vem surgindo em seus olhos, após uma consulta no oculista o blogueiro vem recebendo recomendações, apesar de manter suas atividades na empresa Deixa Comigo Macajuba de forma normal, o comunicador tem seguido algumas orientações para que o incomodo despareça.


O que é Calázio?
Calázio é uma lesão da pálpebra frequentemente confundida com terçol. A diferença é que, ao contrário do que acontece no terçol, o calázio não surge em decorrência de uma infecção.

Sinônimos
Lipogranuloma da glândula meibomiana, calázia, chalázeo.
Causas
Diferentemente do terçol, a causa de calázio não é uma infecção bacteriana. Ele é provocado pela inflamação da glândula de Meibômio, responsável pela produção de secreção sebácea (um líquido muito fino e oleoso que lubrifica o olho) e que fica situada nas pálpebras superior e inferior, imediatamente atrás dos cílios. A inflamação na glândula causa uma obstrução no duto que permite a saída da secreção. Com a obstrução, a lesão permanece na pálpebra sob a forma de um granuloma, que aumentará de tamanho quando a secreção produzida pela glândula não conseguir ser eliminada. Essa obstrução leva à formação de um nódulo na pálpebra: o calázio.
Sintomas de Calázio

A evolução de um calázio é muito parecida com a de terçol. A pálpebra geralmente fica:
·         Sensível
·         Vermelha
·         Inchada e quente
Em seguida, conforme a secreção sebácea permanecer presa, a inflamação levará a formação de um nódulo que caracteriza o calázio.
Buscando ajuda médica
Procure um médico se sentir sensibilidade nos olhos acompanhada de vermelhidão e inchaço.
Na consulta médica
Especialistas que podem diagnosticar calázio são:
·         Clínico geral
·         Oftalmologista
·         Dermatologista
Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:
·         Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
·         Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
·         Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar
O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:
·         Quando os sintomas começaram?
·         Você já foi diagnosticado com terçol antes?
·         Você já teve calázio?
·         Os sintomas incomodam?
Diagnóstico de Calázio
Um simples exame da pálpebra do paciente, que ocorre no próprio consultório médico, é capaz de confirmar o diagnóstico de calázio.
Tratamento de Calázio
O tratamento do calázio consiste em compressas mornas. Medicamentos com corticoides e antibióticos são contraindicados no caso de calázio. Se o quadro for reincidente com frequência, o oftalmologista pode optar por realizar uma cirurgia para desobstruir a glândula.

Convivendo/ Prognóstico
O tratamento para calázio com as compressas pode ser feito em casa. A água morna ajuda a suavizar o líquido endurecido que bloqueia o canal, ajudando na drenagem.
Nunca, em hipótese alguma, esprema ou pressione o calázio.
Complicações possíveis
Raramente, um calázio que se curar por conta própria vai deixar uma cicatriz na pálpebra. Este problema costuma ser mais comum após a cirurgia, mas ainda assim é raro. Você pode perder alguns cílios, mas a complicação mais comum é a recorrência do problema.
Calázio tem cura?
O calázio geralmente se cura sozinho e o tratamento não costuma apresentar problemas.
Prevenção
Mãos limpas são sempre o melhor método preventivo para evitar a transmissão de vírus e bactérias, mas também pode ajudar a evitar a ocorrência de calázio. Lave as mãos várias vezes ao dia e evite passar o dedo no local em que apareceram lesões oculares. Evite novas lesões e a reincidência de lesões antigas.
 




Publicidade

Publicidade Google

Publicidade Google