sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

Luz ainda não é para todos no município de Macajuba, moradores de localidade a quatro km do povoado de Santa Luzia ainda usa candeeiro






Apesar do avanço do Programa Luz Para Todos no município de Macajuba, os moradores da localidade rural chamada Lagoa do Terreiro que fica a quatro quilômetros do povoado de Santa Luzia ainda usa luz de candeeiro para clarear durante a noite.

Na mensagem enviada ao Deixa Comigo Macajuba a moradora diz, “olha só em pleno século 21 ainda usamos o candeeiro”, ainda segundo a internauta que nos enviou a imagem do candeeiro, já foi solicitado as autoridades.

(Foto enviada por internauta)

Nossa reportagem entrou em contato com Luciano de Noé, que acompanha o Programa Luz Para Todos no município de Macajuba e ele relatou que já foi solicitado, assim como também a luz de um senhor chamado Manuel na região do Navegante.

Entenda o que é o Programa Luz Para Todos


Vendo que milhares de moradores da zona rural tinham de ter acesso a energia elétrica, como direito, o Governo Federal lançou o Programa Luz para Todos no ano de 2003, sendo uma melhoria de um antigo chamado Luz no Campo.

Ainda assim, depois de tanto tempo, muita gente ainda tem dúvida sobre como funciona o programa Luz para Todos. Neste artigo, você vai saber como fazer o cadastro para participar dele.

Como funciona o programa?
A criação do programa foi efetuada para levar luz gratuita para aqueles que residem na área rural e não possuem condições de alcançar o serviço sem ajuda.
O Luz para todos teve início graças a uma parceria com Ministério de Minas e Energia, empresas privadas e governos estaduais.
Em um primeiro momento, a intenção era que até 2008 todos os habitantes do meio rural, que ainda não tinham energia, fossem beneficiados, mas não foi possível concluir todas as obras, então precisou ser estendido até 2011.
Novamente, a meta não foi atingida e houve uma ampliação até 2018 e mesmo assim, ainda foi preciso um novo decreto de prorrogação para 2022.
Este novo documento tem como objetivo garantir a universalização total do acesso à energia elétrica a toda população rural e o término das obras que visam ampliar a rede de eletricidade que está em construção.
Tarifa Social
A instalação é gratuita, só que a carga de energia não pode ultrapassar 50 kV. Se for superior, a concessionário informará sobre custos adicionais.
Se a família não tem dinheiro para a instalação, como pode pegar o consumo?
Pensando nisso foi criado a tarifa social. Ela oferece descontos de 10% a 65% e varia de acordo como índice de consumo nas residências.
Quem tem direito ao Luz para Todos?
O programa determina que residentes do meio rural em qualquer região do país, que não possua energia elétrica, tem direito de buscar o benefício.
Entretanto, para algumas categorias é dada prioridade.
A primeira delas são as famílias que já estão com seus nomes registrados no Cadastro Único (CadÚnico), que além desse benefício, ainda ter direitos a inúmeros Programas Sociais do Governo.
Escolas, postos de saúde e espaços comunitários também figuram entre os grupos que tem mais urgência para receber o serviço.
O Luz para Todos ainda dá preferência a assentamentos rurais, comunidades indígenas, quilombolas que ficam em reservas extrativistas, agricultores com baixa produção, ribeirinhos.
Além daqueles que possuem empreendimentos que necessitam de geração e transmissão de energia.
E por fim, participantes do Programa Territórios da Cidadania e do Plano Brasil Sem Miséria que tem como a maior parte do seu público moradores da região Norte e Nordeste.
Como se cadastrar no programa?
O requerente que está adequado nas condições ideais deve se dirigir a concessionária de energia existente na sua cidade.
Para se cadastrar no Luz para Todos vai precisar estar munido de documentos de identificação, comprovante de residência de onde vive e do local onde precisa do serviço, caso não more lá.
Depois de finalizar o cadastro, o cidadão receberá um protocolo, pelo qual, conseguirá acompanhar o andamento do pedido. O prazo para informar o dia da instalação é de 30 dias.
Esse cadastro também pode ser feito de forma comunitária, através de uma associação comunitária ou pela Prefeitura, que deve levar o ofício a concessionária com os nomes e endereços de todos os interessados.




Publicidade


 Mensagem de Natal do Deixa Comigo Macajuba


Vídeo: Vereador de Macajuba denuncia que carros pipas do PAC 2 estão sendo usados para molhar jardins enquanto moradores da zona rural estão com a cisterna seca





Um dia após a matéria do Deixa Comigo Macajuba, que falou sobre o por que Macajuba não recebe dinheiro do Governo do Estado e do Governo Federal para a distribuição de água em carros pipas, o vereador Everaldo Macedo(PT) traz uma vídeo onde mostra que o carro pipa do PAC 2, enviado a prefeitura de Macajuba no Governo de Dilma Rousseff para atender o povo da zona rural, está sendo usado para molhar os jardins.

O edil criticou e enviou o vídeo com exclusividade ao Deixa Comigo Macajuba após a matéria sobre carros pipas ter ido a publico na tarde desta quinta-feira, 19 de dezembro de 2019.


Confira o vídeo:




Publicidade



 Mensagem de Natal do Deixa Comigo Macajuba


Geddel Vieira Lima chega em Salvador, onde continuará preso


Geddel foi preso em 2017 após a polícia achar R$ 51 milhões em apartamento atribuído a ele em Salvador. Ele estava preso em Brasília e foi transferido nesta sexta-feira (20).

O ex-ministro Geddel Vieira Lima foi transferido de Brasília para Salvador nesta sexta-feira (20) e chegou à capital baiana por volta das 12h30. Ele deixou o Distrito Federal por volta das 8h20, em um avião da Polícia Federal.

Geddel, que foi preso em setembro 2017, após a Polícia Federal encontrar malas contendo R$ 51 milhões em um apartamento atribuído a ele, na capital baiana, estava preso no Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal.



Ele vai continuar cumprindo a pena no Centro de Observação Penal do Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador.

Uma viatura da Polícia Federal, que foi colocada ao lado do avião que transportou Geddel de Brasilia à capital baiana, levará o ex-ministro até o Complexo Penitenciário da Mata Escura.

Geddel atuou como ministro nos governos dos ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Michel Temer. Em outubro de 2019, Geddel foi condenado a 14 anos e 10 meses pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa.

De acordo com a pena imposta pelo Supremo, Geddel Vieira Lima teria direito à progressão de regime após 29 meses de prisão – daqui a cinco meses. Mas a progressão também leva em conta se ele teve bom comportamento – isso será avaliado pela Vara de Execuções Penais.

A defesa do ex-ministro havia pedido a transferência para Salvador alegando que a família dele mora na capital baiana.


G1

Publicidade


Apesar da melhoria na iluminação pública e limpeza, reclamações de macajubenses ainda são destaques nas redes socais, confira o horário da coleta e colabore



Neste fim de ano a prefeitura de Macajuba tem feito um checape tanto na iluminação pública como também na limpeza, alguns refletores foram colocados, todos de LED com uma luz melhor e econômica, as caçambas da prefeitura tem feito limpezas constantes para encerrar 2019 tudo limpo, porem algumas reclamações ainda são destaques nas redes sociais e chegam até a redação do Deixa Comigo Macajuba.






É importante ressaltar que a população deve colaborar, só colocar o lixo na rua no horário e dias de coletas

A coleta de lixo é realizada na sede de segunda a sábado, já em Nova Cruz é as segundas, quartas-sextas e sábados e demais localidades rurais, todas durante o dia.



A prefeitura solicita que não colocar entulhos durante os períodos de festividades de 21/12 a 02/01, apenas o lixo doméstico, colabore com uma cidade melhor.



Os moradores da Rua Barão do Rio Branco em Macajuba reclamam de uma carreta estacionada há vários dias, também de lixo e da iluminação pública, o vereador Everaldo Macedo (PT) esteve no local e disse que a prefeitura precisa olhar também os locais periféricos.



Já na Rua do Cruzeiro o morador pede que a atual gestão verifique uma lâmpada que fica acesa 24 horas, esse problema causa um custo alto para o município, pois as lâmpadas devem acender durante a noite a apagar durante o dia.



Na Rua Severino Vieira, o morador pede que seja colocado um refletor no fundo do lajedo e diz, “aqui somos gente também” o morador mostra a situação em um vídeo.





 




Publicidade


Prefeitura de Macajuba divulga cartaz oficial do Réveillon, virada de 2019 para 2020





Publicidade


Publicidade Google

Publicidade Google